Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

sábado, 24 de outubro de 2015

"Ou a gente faz isso ou quebra de vez", diz Lula sobre cortes e crise

Resultado de imagem para "Ou a gente faz isso ou quebra de vez", diz Lula sobre cortes e crise

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a política econômica do governo federal nesta quarta-feira (20), em discurso em Teresina. Lula citou também a crise econômica enfrentada pelo país e disse que o Brasil não é "uma ilha no meio de deserto" para evitar impactos da crise mundial.


"Será que alguém já comparou com a crise da Itália, da Espanha, da França, de tantos outros países? E que a presidente Dilma entrou em 2015 com esse país tendo 4,8% de desemprego, o menor que todos os países europeus do mundo?", completou o ex-presidente que recebeu a condecoração de cidadão piauiense na Assembleia Legislativa do Piauí.


O ex-presidente defendeu as medidas adotadas pelo governo Dilma Rousseff. "Nós também estamos sofrendo, e a presidente tomou atitude para tentar melhorar. Isso a gente faz na casa da gente. Se você gastou um pouco demais, perdeu a conta, você tem que brecar, é tirar o sapato novo do filho, é não dar o tênis, é não deixar ir a pizzaria, é cortar o sorvete. Ou gente faz isso ou a gente quebra de vez", afirmou.


O discurso vai em direção oposta às críticas que o ex-presidente fez em reunião com a bancada de deputados do PT na semana passada, quando defendeu a troca do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.


Por fim, Lula ainda atacou a oposição ao comparar a situação econômica e social atual com a deixada por Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em 2002. "Por acaso, em algum momento, eles fizeram o país melhor que hoje? Esqueceram de como pegamos esse país, de quanto estava o desemprego? Esquecem quanto estava o salário mínimo? Que pobre não entrava na universidade? Esquecem que o Pronatec formou 8 milhões de trabalhadores? Que acabamos de aprovar o plano nacional de educação?", questionou.


Ainda alfinetou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que na campanha eleitoral de 2010 usou imagens ao lado do ex-presidente. "Essa gente que está contra nós, em 2010, o candidato deles começou a campanha deles colocando na foto como meu melhor amigo. Não podemos ficar nervosos, temos que ficar tranquilo", finalizou.


Na mesma cerimônia, Lula se defendeu das acusações dos delatores investigados pela operação Lava Jato, dizendo ter a "consciência tranquila".


Fonte: UOL
Postar um comentário