Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

sábado, 1 de novembro de 2014

Duas pessoas morrem em acidente de carro na Lagoa da Conceição, na Capital


Acidente aconteceu durante a madrugada na ponte que liga o centrinho à Avenida das Rendeiras

Land Rover ia em direção do centrinho para o bairro, para seguir pela Avenida das Rendeiras 

Foto: Silvio Esmeraldino Mariano / Divulgação


Duas mulheres morreram em umacidente durante a madrugada deste sábado na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. No carro, uma Land Rover, havia nove pessoas. O veículo saiu do Centrinho da Lagoa, rumou para Avenida das Rendeiras, quando bateu na ponte e caiu nas águas da Lagoa por volta das 4h40min. 

A motorista Natalia Rocha Silveira, de 19 anos, foi projetada para fora do carro, pois estava sem cinto de segurança e ficou presa embaixo do carro. Médicos do SAMU fizeram 60 minutos de procedimentos para tentar reavivar a jovem e outra vítima, Liciane Chaves Correa, de 37 anos, mas não obtiveram êxito.

Foto: Facebook / Divulgação

Natalia Rocha Silveira, de 19 anos, foi projetada para fora do carro

Eduardo Silveira Peduzzi, 1º Tenente Bombeiro Militar e Oficial-Comandante de área região de Florianópolis, atendeu a ocorrência. A partir das 6h40min o caso ficou aos cuidados do Instituto Geral de Perícias (IGP) e da Polícia Civil. 

Aline Azevedo Alves, de 32 anos, foi socorrida pela ambulância da guarnição dos Bombeiros do bairro e encaminhada para o Hospital Universitário em estado grave. Em decorrência do afogamento, ela teve uma parada cardiorrespiratória. Os bombeiros conseguiram reanimá-la, porém ela está internada com bastante água nos pulmões. 

Seis pessoas conseguiram sair do carro no momento da queda, de acordo com o Corpo de Bombeiros. São eles Sandra Juvelina Laurindo, Gisela Gandra, Eduardo Rocha, Camila Weber, Nicole Bernardo e Bruno Ferlas. Todos estavam conscientes e foram levados para o Hospital Governador Celso Ramos com ferimentos leves. No início da tarde deste sábado, cinco pessoas já haviam sido liberadas. A sexta vítima permanece no hospital em observação neurológica. 

O carro pertence à pousada Lua de São Jorge, da Barra da Lagoa, porém a atendente do estabelecimento afirmou que ainda não sabia se os ocupantes do veículo eram hóspedes ou funcionários do local. Também falou que não daria mais informações sobre o caso.

Testemunhas ouvidas no local do acidente relataram que os passageiros estavam em uma festa no Mustafá, estabelecimento localizado ao lado do Nomuro Lounge, na Lagoa da Conceição.

De acordo com um taxista, que não estava no local na hora do acidente, uma menina estava no ponto de táxi quando o carro passou e ela pegou uma carona. O acidente aconteceu 50 metros depois. 

Resgate

O resgate das vítimas demorou cerca de 15 minutos, mas a equipe ficou no local até as 6h40min, recolhendo os pertences que estavam submersos, retirando o veículo de dentro da água e recolhendo parte da proteção da ponte que caiu. 

Segundo Eduardo Silveira Peduzzi, 1º Tenente Bombeiro Militar e Oficial-Comandante de área região de Florianópolis, do dia 31 para o dia 1º, foram registradas reclamações da demora na prestação de socorro. Ele afirma que entre a ligação para a central e a chegada das equipes para atendimento no local, o intervalo de tempo foi de oito minutos, considerado rápido. 


DIÁRIO CATARINENSE

Nico sai da sombra de Hamilton e dá o troco com a pole nos EUA; Massa é 4º

Alemão desbanca favoritismo do companheiro, que liderou os três treinos livres em
Austin, e crava sua nona pole do ano; Massa fecha segunda fila, logo atrás de Bottas
Destaque absoluto dos três treinos livres do GP dos Estados Unidos, Lewis Hamilton era franco favorito à pole position da corrida deste domingo. Mas o inglês não tem vida fácil ao lado do companheiro Nico Rosberg, seu adversário implacável na briga pelo título mundial. Sempre à sombra de Hamilton nos treinos livres, o alemão viu a chance de dar o troco no treino classificatório disputado neste sábado. E, com o surpreendente tempo de 1m36s067 (0s376 mais veloz que o líder do campeonato), garantiu o direito de largar na frente pela nona vez na temporada.
Além do incontestável domínio da Mercedes, o treino classificatório evidenciou o grande potencial da Williams na pista texana. O finlandês Valtterí Bottas chegou a liderar alguns momentos do treino, mas não conseguiu acompanhar o ritmo das Flechas de Prata e abre a segunda fila (1m36s906), com o companheiro Felipe Massa logo atrás. O brasileiro, que fechou a primeira parte do treino com o segundo melhor tempo, cravou 1m37s205, superando o australiano Daniel Ricciardo (1m37s244), da RBR, e o antigo companheiro, Fernando Alonso (1m37s610), da Ferrari.
Nico Rosberg é o pole position do GP dos EUA, seguido por Lewis Hamilton e Valtteri Bottas 

(Foto: AP)
Quem não tem muitos motivos para comemorar nos Estados Unidos é o atual tetracampeão Sebastian Vettel. O martírio do alemão na RBR ganhou um novo capítulo com a aplicação de uma punição por estar usando o sexto motor na temporada 2014, ultrapassando o limite de cinco permitidos. Com isso, o piloto, eliminado ainda durante o Q1 no classificatório, largará dos boxes. Jenson Button e Daniil Kvyat também foram punidos com a perda de cinco posições. O inglês da McLaren trocou o câmbio, enquanto o russo da STR precisou trocar um componente do motor.

Confira o grid de largada do GP dos EUA:
O SporTV acompanha a corrida ao vivo, no domingo, a partir das 18h, e a TV Globo exibe a reprise da prova depois do Fantástico.

O treino

Q1

O Q1 presenciou o amplo domínio de Mercedes e Williams. Nico Rosberg assumiu a ponta, mas passou a revezar a liderança com o companheiro Lewis Hamilton e com o finlandês Bottas. Felipe Massa era o quarto quando foi superado por Pastor Maldonado, em uma volta surpreende da Lotus. Na sequência, o brasileiro caiu para sétimo, desbancado também por Kimi Raikkonen, da Ferrari, e Daniel Ricciardo, da RBR. 
A poucos minutos do fim da primeira parte, Fernando Alonso colocou a Ferrari na segunda posição, seguido pelas McLaren de Kevin Magnussen e Jenson Button. Já com Hamilton de volta à liderança, com 1m37s196, Massa fez uma ótima volta e conseguiu a segunda posição, apenas 0s681 mais lento que o inglês. Bottas superou Rosberg e ficou com o terceiro melhor tempo. Vergne (STR), Gutiérrez (Sauber), Vettel (RBR) e Grosjean (Lotus) foram eliminados.


Q2
Alonso, Button e Ricciardo se esforçaram, mas a supremacia de Mercedes e Williams continuou ditando as regras no Circuito das Américas. Com o melhor tempo nos três setores da pista texana, Rosberg cravou um impressionante 1m36s290, um segundo mais veloz que Hamilton, e se isolou na liderança. Felipe Massa conseguiu reduzir ainda mais o tempo marcado no Q2 e garantiu a terceira posição, seguido de perto pelo companheiro Bottas.
Apesar de explorar todo o potencial da Ferrari, Alonso não foi páreo para a RBR de Ricciardo e ficou apenas com a sexta posição, seguido por Button, Magnussen e pelo companheiro Raikkonen. A última vaga para o Q3 foi preenchida por um surpreendente Adrian Sutil, que registrou 1m38s378 e superou o tempo do mexicano Sergio Pérez, da Force India. Com o 10º tempo, o alemão colocou a Sauber na superpole pela primeira vez nesta temporada.

Q3
Se o tempo de 1m36s290 parecia imbatível, Rosberg fez questão de melhorar a própria marca e cravou 1m36s282 para se manter no topo da tabela. Lewis Hamilton continuou na cola do companheiro e não economizou nas tentativas de passar à frente. Mas o alemão ainda guardava mais fôlego. Com o cronômetro já zerado, Nico melhorou ainda mais e, 215 milésimos mais veloz (1m36s067), garantiu a nona pole no ano.
A três corridas para o fim do campeonato, o título do Mundial de Pilotos segue indefindo. Hamilton ocupa o topo do ranking com 291 pontos, seguido de perto por Rosberg, que tem 274. Na prova de encerramento, em Abu Dhabi, o dobro de pontos estará em jogo, o que promete fazer a disputa ser emocionante até o último segundo. 
Rosberg comemora pole position no GP dos EUA 

(Foto: Getty Images)

G 1

MEGA SENA 1649


DEZENAS SORTEADAS

24
33
38
42
44
54
GIGA SENA 

Entenda as diferenças entre os tipos de adoçante e saiba quais usar no seu dia a dia.


Mesmo com o número de informações presentes na internet, uma dúvida sempre aflige os pacientes que chegam ao meu consultório: pode ou não pode usar adoçante?

A minha resposta é que pode sim. Vale o aviso: estudei muito e consultei uma série de fontes confiáveis como o FDA (Food and Drug Administration), o JECFA (Joint Expert Committee on Food Additivies) e a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Baseadas nas informações desses órgãos, montei um resumo dos principais adoçantes comercializados e usados pela industria brasileira. Confira:

Sacarina

É normalmente usada em associação com o ciclamato e adoça 300 vezes mais que o açúcar. É estável em altas temperaturas — ou seja, pode ser usada no preparo de doces sem problemas. A sacarina não é metabolizada pelo organismo, mas sim ingerida e excretada da mesma forma, sem sofrer alterações. Sua contra indicação é apenas para grávidas pois a sacarina é capaz de atravessar a placenta.

Dose máxima recomendada: 15 mg/kg/dia



Ciclamato

Adoça 40 vezes mais que o açúcar. Sua associação ao câncer já foi bem desmistificada por diversos estudos. Ele pode ser utilizado exceto por gravidas pois, assim como a sacarina, não existem dados suficientes que garantam sua segurança.

Dose máxima recomendada: 11mg/kg/dia



Aspartame

O aspartame tem 4 kcal/g, adoçando 200 vezes mais que o açúcar. Por perder o sabor quando aquecido a mais de 100°C, não é indicado para ser usado em preparações culinárias. Não existe contraindicação para seu uso em gestantes ou crianças, seu uso é apenas contra indicado para pacientes com fenilcetonúria.

Dose máxima recomendada: 40mg/kg/dia



Sucralose

É uma molécula de açúcar com substituição de três grupos de hidrogênio-oxigênio da sua molécula por três átomos de cloro. O resultado é um adoçante com sabor de açúcar, mas sem calorias. Por resistir à altas temperaturas é excelente para uso culinário. Ela adoça 600 vezes mais que o açúcar. Pode ser usada tranquilamente por grávidas e crianças. Lembrando que o uso para crianças deve sempre ser uma indicação de um nutricionista ou médico.

Dose máxima recomendada: 15mg/kg/dia



Stévia

Tem um sabor bastante amargo e por isso não é aceito por todos os paladares. Adoça 300 vezes mais que o açúcar e tem uma potencial ação reguladora da glicemia e hipertensão. Seu uso em grávidas não esta bem estudado e por isso NÃO é indicado. Para aqueles que defendem o stévia como uma opção natural, saiba que o esteveosideo é extraído da planta por processo químico em laboratório e recebe aditivos químicos que são seus transportadores ou seja não é tão natural quanto se vende.

Dose máxima recomendada: 4mg/kg/dia



Acessulfame

Rapidamente absorvido e excretado. Não apresenta alterações glicêmicas e não é metabolizado. Pode ser consumido por grávidas de acordo com regulamentação de órgãos internacionais e nacionais.

Dose máxima recomendada: 15mg/kg/dia

Qual usar fica a critério do consumidor? Cada um tem o seu paladar, mas na minha opinião,eles devem ser consumidos em ciclos por conterem químicos — ou seja, um mês consuma aspartame, no mês seguinte consuma sucralose, etc… Independente do tipo, nada de esguichar o adoçante: use o bom sendo e moderação!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/06/entenda-as-diferencas-entre-os-tipos-de-adocante-e-saiba-quais-usar-no-seu-dia-a-dia/

Consumo moderado é ideal para embutidos: conheça seus malefícios




Os embutidos surgiram da necessidade de se conservar as carnes em tempos antigos, quando as geladeiras não existiam ou não eram comuns. O processo de conservação utiliza grande quantidade de sal e gordura. Presunto, mortadela, salame, salsichas e linguiças são alguns exemplos clássicos de embutidos — hoje em dia também encontramos nos supermercados embutidos mais magros à base de aves, como frango e peru.

O problema é que as carnes embutidas possuem maior teor de gordura saturada em relação à carne in natura: esse tipo de gordura é a responsável pelo maior acúmulo de colesterol no organismo e traz riscos à saúde quando ingerida em excesso, pois aumenta os riscos do desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Os embutidos também contêm excesso de sódio, que pode provocar hipertensão, além de corantes, que podem causar alergias e problemas no estômago. Mas não para por aí — esses alimentos também possuem muitos conservantes, como o nitrito e o nitrato. Quando ingeridos, os nitritos são convertidos em substâncias potencialmente cancerígenas — ou seja, são nocivos à saúde humana , em especial para crianças e mulheres grávidas, podendo causar intoxicações. O consumo continuo destes elementos aumenta o risco de câncer do trato gastrointestinal. Mas lembre-se estamos falando de exposição excessiva.

E atenção: até as carnes brancas perdem suas vantagens nutricionais quando transformadas em embutido. Como recebem os tais nitritos e são defumadas, também se tornam nocivas. Outro aviso importante é para os alérgicos à proteína do leite de vaca ou pacientes com restrição à lactose — embutidos levam leite em sua composição com a finalidade de aumentar a produção de acido lácteo e melhorar a conservação do alimento.

Portanto, por mais que sejam opções práticas para os lanches, devem ser consumidos com moderação por serem ricos em sódio, colesterol, gorduras saturadas e conservantes, além de serem pobres em fibras, vitaminas e minerais. Ou seja moderação é a palavra chave, o consumido exagerado traz todos esses riscos sim já o moderado não (2 a 4 fatias no seu dia não fará mal!)

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/06/consumo-moderado-e-ideal-para-embutidos-conheca-seus-beneficios-e-maleficios/

Vitamina C: será que ela realmente atua contra a gripe? Descubra


O resfriado comum é uma das principais causas de visitas ao médico. Existem diversos vírus que podem causar seus sintomas, como corrimento nasal, congestão, espirros, dor de garganta, tosse e às vezes dor de cabeça, febre e olhos vermelhos.

Estudos passados mostraram que a vitamina C poderia prevenir e aliviar o resfriado comum. Desde então, ela é muito vendida e utilizada como um agente preventivo e terapêutico. Entretanto, pesquisas recentes mostram que a suplementação diária e regular teve um efeito modesto na prevenção de resfriados. No entanto, o uso da vitamina C se mostra bastante significativo na redução dos sintomas do resfriado comum e, quando usado por praticantes de atividade física de alta intensidade, os indivíduos reduziram pela metade o risco da doença.

Explicando de forma mais simples: Acreditava-se que o consumo de vitamina C evitava o aparecimento de resfriados. No entanto, recentemente descobrimos que não é bem assim. O resfriado vai sim aparecer mesmo com o uso da vitamina C, mas o consumo desta leva à diminuição do tempo da doença, além de amenizar seus sintomas. Sendo assim, em alguns casos a suplementação é indicada — mas lembrando sempre que você deve consultar um nutricionista ou médico para que seja melhor orientado. É preciso saber se para você é indicado e quais as quantidades a serem usadas. Excesso de vitamina C pode ser prejudicial a saúde!

Nem sempre é preciso uso de suplementos da vitamina, basta consumir alimentos fonte desta vitamina. Por exemplo: um copo de suco de limão tem uma excelente dose de vitamina C, inclusive o dobro do suco de laranja. outra boa fonte é o caju e acerola! Antes de correr a farmácia, faça uma visita ao supermercado!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/page/4/

Salada fria

Salada fria

Ingredientes

.4-6 xícaras pequenas de brócolis, escaldados por cerca de 2 minutos
.1-2 xícaras de presunto picado
.1 xícara de mussarela ralada
.1/3 xícara de cebolinha em fatias finas (opcional)
.8-10 ovos bem batidos
.pimenta preta fresca à gosto
.Creme de leite para servir (opcional)

Modo de Preparo

Aqueça o forno a 190ºC. Leve uma panela de tamanho médio de água para ferver e cozinhe o brócolis apenas 2 minutos, em seguida, deixe escorrer bem e reserve. Corte o presunto em cubos.



https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Dieta Dukan: entenda como funciona e fique atento aos seus benefícios

Hoje vou falar sobre a dieta do momento: a Dieta Dukan. Mas, antes de falar sobre prós e contras do novo regime, vou explicar como ela funciona.

A Dieta Dukan é dividida por fases. A primeira delas é bem proteica, focando apenas em proteínas magras (como carne vermelha, de frango e ovos, por exemplo). Gradativamente, vão sendo adicionados ao regime diversos alimentos, como frutas verduras e alguns legumes. Ao longo da dieta, o farelo de aveia é consumido uma vez ao dia para aumentar a sensação de saciedade. Confira, abaixo, como funciona o regime:

Para perder peso: 

1ª Fase: Ataque

- De 2 a 7 dias de duração
- O que promete: De 1Kg a 5Kg perdidos
- Tem que fazer: 20 minutos de caminhada por dia
- Carboidrato: 1,5 colher (sopa) de farelo de aveia/dia

O que é permitido

- Todas as carnes magras (exceto a costela)
- As aves (exceto pato e ganso)
- Todos os peixes, sem exceção
- Frutos do mar, sem exceção
- Laticínios 0% gordura
- Iogurtes desnatado, natural, 0% gordura
- Ovos

2ª Fase: Cruzeiro (até a obtenção do peso ideal)

- O que promete: 1Kg por semana (média)
- Tem que fazer: 30 minutos de caminhada por dia
- Carboidrato: 2 colheres (sopa) de farelo de aveia/dia

O que é permitido

Todas as proteínas acima citadas, acrescentando legumes e verduras à vontade, com exceção da batata e da mandioca.

Para conservar o peso perdido:

3ª Fase: Consolidação

- 10 dias por peso perdido. Por ex.: 10kg = 100 dias; 5kg = 50 dias, e assim sucessivamente.
- Diferencial – Introdução de carboidratos e gorduras, de maneira moderada
- O que tem que fazer: 25 minutos de caminhada por dia
- 2,5 colheres (sopa) de farelo de aveia/dia

O que é permitido a mais:

- 2 frutas ao dia
- 2 fatias de pão integral por dia
- 40g de queijo por dia
- 2 porções de feculentos por semana: arroz integral, feijão, ervilha, etc…
- 2 refeições de gala por semana (1 entrada, 1 prato principal, 1 sobremesa, 1 copo de bebida alcoólica)

4ª Fase: Estabilização:

- 1 dia fixo de proteína por semana
- 3 colheres (sopa) de farelo de aveia/dia
- 20 minutos de caminhada por dia

O que é permitido a mais:

- Alimentação livre, porém respeitando 3 regras que devem ser seguidas sempre:
- 1 dia de fase cruzeiro por semana (dia fixo)
- 3 colheres (sopa) de aveia todos os dias
- 30 minutos de caminhada por dia e dar preferência às escadas do que ao elevador

Agora vamos comentar um pouco sobre a Dieta Dukan: a reeducação alimentar é um processo muito individualizado e gradual. Em uma consulta nutricional,k o paciente passa por uma série de avaliações e o profissional consegue, a partir das informações coletadas e resultado da composição corporal, chegar a um esquema alimentar individualizado e adaptado as suas necessidades e rotina — afinal, cada indivíduo tem um metabolismo!

Além disso, precisamos lembrar que a exclusão de uma gama grande de alimentos por muito tempo não é legal, principalmente para quem visa o emagrecimento. Para praticar atividade física é indispensável o consumo de carboidratos, pois são eles os principais fornecedores de energia para o nosso organismo e permitem que o indivíduo consiga praticar seu exercício sem sentir fraqueza e que não sinta fome no pós-exercício, o que muitas vezes acontece.

Vale ressaltar que atividade física sem consumo de carboidrato faz com que o indivíduo queime massa magra, ou seja, músculos. Diminuição de massa magra no organismo faz com que, consequentemente, a velocidade do seu metabolismo caia e, com isso, fica mais difícil a perda de peso. Exercícios diários são recomendados na Dieta Dukan, mas ela não fornece a quantidade de nutrientes adequados para uma perda de peso saudável — para isso, é necessário uma dieta equilibrada e completa.

Por isso fique atento! Nem sempre o que parece mais prático e rápido é a melhor opção.

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/06/dieta-dukan-entenda-como-funciona-e-fique-atento-aos-seus-beneficios/

Pudim de Pão Simples, Fácil e Rápido

Pudim de Pão Simples, Fácil e Rápido

Ingredientes

.6 Pães amanhecidos (tipo francês) .
.4 Ovos
.1 litro de Leite
.1 lata de leite condensado

modo de preparo

Coloque os pães de Molho no leite até ele amolecer ...Depois bata todos os ingredientes no liquidificador ...e reserve.

Faça uma calda de caramelo com uma xícara de açúcar no fundo da forma de pudim ...

Depois despeje o Pudim ...

Leve ao fogo ...em Banho Maria por mais ou menos 1 Hora .

Espere esfriar e desenforme.



https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Arroz de Forno

Arroz de Forno

Ingredientes:

.4 xícaras (chá) de arroz cozido
.2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
.2 xícaras de coentro
.1 cebola média ralada
.2 xícara (chá) de ervilha
.2xicara(chá) de milho verde
.1 vidro pequeno de palmito
.200 g Azeitonas picadas
.200 ml de molho de tomate
.200 gramas de presunto
.400 gramas de mussarela.
.Queijo ralado parmesão para polvilhar
.2 copos de requeijão cremoso

Modo de preparo:

Em uma panela doure a cebola com a manteiga,quando assim estiver acrescente o arroz e os demais ingredientes,menos a mussarela,o queijo ralado e o requeijão cremoso,quando a mistura estiver bem encorpada,despeje-a sobre um refratário,cobrindo essa mistura com o requeijão cremoso,o queijo mussarela e por ultimo o queijo ralado.Leve ao forno baixo por 5 minutos e sirva.

Dica Se você quiser realçar ainda mais o sabor desse arroz , você pode acrescentar linguiça calabresa e bacon.



https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Massa para pizza de liquidificador

Massa para pizza de liquidificador

Ingredientes

.2 xícaras de leite
.1/4 de xícara de óleo
.3 ovos
.3 colheres de sopa de queijo ralado
.1/2 colher de chá de sal
.2 e 1/2 xícaras de farinha de trigo
.1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de fazer

Bata no liquidificador primeiramente os ingredientes líquidos e vá acrescentando os sólidos aos poucos
despeje a massa em forma redonda untada com margarina e farinha
recheie a gosto e leve assar em forno médio pré aquecido por 20 min
Divida a massa em 3 porções



https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Sorvete de forma

Sorvete de forma

Ingredientes:

.1 lata de leite condensado
.1 lata de leite
.200 ml de creme de leite (caixinha)
.3 gemas
.100 ml de água
.8 colheres (sopa) de achocolatado em pó
.11 colheres (sopa) de açúcar refinado (6 são para o caramelo)
.3 claras

Modo de preparo:

Caramelize com açúcar o fundo de uma forma de pudim, reserve. Leve ao fogo a água, o achocolatado e 2 colheres (sopa) de açúcar, deixe ferver até engrossar um pouco. Colocar na forma já caramelizada e levar ao congelador por 1 hora.
Creme: Em uma panela colocar o leite condensado, o leite e as gemas, assim que ferver desligar o fogo e deixar esfriar. Bata as claras em neve com as 3 colheres (sopa) de açúcar, até formar um suspiro bem firme, desligue a batedeira e envolva o creme de leite. Misture lentamente com o creme já frio. Colocar na forma e levar ao congelador por 4 a 6 horas. Para desenformar passe uma faca em volta ou coloque em uma vasilha com água quente rapidamente. Coloque no prato e sirva em seguida.

https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Quiche superfácil

Quiche superfácil

Ingredientes

Massa:
2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara (menos um dedo) de manteiga ou margarina Qualy
1 ovo inteiro
Sal
Recheio:
300 g de peito de peru ralado
300 g de mussarela ralada
3 ovos batidos na batedeira com um pouco de sal
1 lata de creme de leite com soro
Ervilha, azeitonas e milho verde se preferir

Modo de preparo

Massa:
Misture todos os ingredientes até formar uma bola
Leve à geladeira por 20 minutos envolvido em filme e em seguida abra a massa com um rolo e coloque em uma forma desmontável
Fure o fundo e laterais com um garfo e leve ao forno para pré-assar
Recheio:
Misture tudo, coloque sobre a massa e leve ao forno para assar
Se desejar acrescente ao recheio azeitonas picadas, milho verde, ervilha ou orégano.



https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Pão aperitivo

Pão aperitivo

Ingredientes

.1 pão italiano médio
.300 g de queijo mussarela em fatias ou ralado
.1/2 xícara (chá) de manteiga ou margarina derretida
.1/2 xícara (chá) de cebolinha verde picadinha
.1 colher (chá) de alho frito pronto
.1/4 xícara (chá) de azeite
.4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Modo de preparo

Entre as fendas coloque o queijo Coloque o pão sobre um papel alumínio, regue com a manteiga já previamente misturada com a cebolinha, o alho, o azeite e o queijo ralado
Embrulhe e asse por mais ou menos 15 minutos em fogo alto
Desembrulhe e asse por mais 10 minutos



https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Entenda os benefícios e malefícios da dieta Paleolítica




A dieta Paleolítica, assim como a dieta Dukan, é mais uma das dietas que estão na moda neste momento. Seu próprio nome já nos da uma ideia de sua proposta: ela é baseada na alimentação dos nossos ancestrais, mais conhecidos como homens das cavernas. A alimentação deles era basicamente composta por carnes, ovos, frutas, verduras e as oleaginosas. Sendo assim, este regime exclui totalmente alimentos industrializados, açúcar simples (doces), farinhas em geral e o leite. A única fonte de açúcar, além das frutas que eles consumiam, era o mel.

Essa dieta tem como promessa a perda de peso rápida e uma grande melhora nas doençascomo diabetes, hipertensão, dislipidemia (colesterol alto), artrite e artrose.

A alimentação do homem moderno e estilo de vida atual, como o uso de alimentos industrializados em excesso, consumo abusivo de doces e o sedentarismo, tem de fato relação direta com o aumento da obesidade e de doenças metabólicas. Mas isso não quer dizer que apenas voltar a ter consumo alimentar similar ao do homem das cavernas fará com que você perca peso! O equilíbrio é sempre importante, assim como atender as necessidades e requisitos nutricionais individuais também é essencial — ah, e também é preciso deixar de ser sedentário.

Ou seja: o homem antigo não salgava a comida, tinha baixo consumo de carboidrato, altíssimo consumo de fibras e proteínas, mas também praticavam a caça, não tinha carro, ônibus, metrô ou trem, não viviam em cidades poluídas e lotadas de tecnologia — ou seja, tinham um estilo de vida bastante diferente.

Ao comprar a dieta paleolítica sugerida por alguns autores e a dieta recomendada como saudável para os tempos modernos encontramos os seguintes números:


Na dieta Paleolítica há um consumo baixo de carboidratos, assim como o consumo de açúcar: ambos aumentam a secreção de insulina, hormônio que em excesso favorece o acúmulo de gordura no corpo. Tem ainda a exclusão dos produtos industrializados que, muitas vezes, são compostos por grandes quantidades de gorduras e sódio. No entanto é importante atentar-se também aos micronutrientes como, por exemplo o cálcio que pode ficar deficiente em uma dieta sem laticínios, apesar de verduras verde escuras e nozes amêndoas e castanhas terem esse nutriente a sua biodisponibilidade não é tão boa.


Quando comparada a outras dietas da moda, essa dieta tem mais pontos positivos que negativos, mas vale lembrar que radicalismo definitivamente não é o caminho para um peso e saúde adequada!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/06/entenda-os-beneficios-e-maleficios-da-dieta-paleolitica/

Arroz à carbonara

Arroz à carbonara

Ingredientes

.5 xícaras de arroz branco cozido
.500 g de bacon em cubos
.300 g de linguiça calabresa em cubos
.1 cebola picada
.1 dente de alho picado
.1 lata de milho
.Azeitona a gosto
.1 lata de molho de tomate
.1 xícara de água
.1 envelope de tempero pronto
.Sal e pimenta-do-reino a gosto
.3 ovos
.1 e 1/2 xícara de leite
.400 g de mussarela ralada
.50 g de queijo parmesão ralado
.Margarina para untar
.Salsinha e ovos cozidos para decorar

Modo de fazer

Em uma panela frite o bacon e a linguiça, acrescente a cebola e o alho e deixe dourar.
Acrescente o milho, a azeitona, o molho de tomate, a água e o tempero pronto e deixe cozinhar por 5 minutos aproximadamente, depois misture ao arroz cozido.
Bata os ovos com o leite.
Arrume o arroz em um refratário untado com a margarina.
Jogue a mistura do leite com os ovos por cima e acrescente a mussarela, mexa levemente.
Distribua o queijo parmesão ralado por cima.
Leve ao forno pré-aquecido, em temperatura média, para gratinar por aproximadamente 25 minutos.
Decore com a salsinha e os ovos cozidos.
Sirva com salada de alface e tomate.



https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Frango Assado com Maionese Guarnecido com Abacaxi Grelhado!

Frango Assado com Maionese Guarnecido com Abacaxi Grelhado!

Ingredientes

.6 sobrecoxas grandes, com pele, bem limpas
.2 colheres (sopa) de maionese
.1 colher (sopa) de mel
.1 dente de alho amassado
.sal e pimenta do reino a gosto
.1 cebola média cortada em rodelas
.2 batatas médias
.1 abacaxi maduro, descascado e cortado em 6 rodelas grossas

Modo de fazer

Numa tigela média faça uma pastinha com a maionese, o mel, o alho, o sal e a pimenta do reino.
Espalhe essa pasta no frango, massageando bem.
Corte as batatas bem limpas, sem descascar, em tamanhos não muito pequenos e Unte também com a pasta de maionese.
Numa forma média forrada com papel alumínio, espalhe as rodelas de cebola.
Por cima acomode os pedaços de frango com a pele virada para cima.
Acomode entre eles os pedaços de batata e, sem cobrir, leve ao forno médio pré aquecido, por aproximadamente 40 minutos.
Depois desse tempo, deixe mais 25 minutos no forno em fogo médio alto até acabar de dourar.
Aqueça uma panela rasa, de preferência antiaderente, e Unte com um pouquinho de manteiga.
Coloque as fatias de abacaxi, virando de vez em quando, até dourar.
O açúcar do próprio abacaxi vai ajudar a dourar.

Obs: Para garantir o frango bem seco e dourado, quando estiver assado, mude o frango e as batatas para outra assadeira, forrada com papel alumínio e untada somente com um fio de azeite.
Volte para o forno um pouco mais.
O caldo formado pela cebola, na primeira assadeira, dificulta um pouco a secagem do frango, mas pode ser servido à parte ou aproveitado para fazer uma farofa.



https://www.facebook.com/Receitasfaceisdefazer?fref=ts

Alimentação pode ajudar na diminuição da herpes; entenda como


Herpes simples é uma infecção causada pelo vírus herpes humano (HSV 1 e 2). Ela aparece em forma de pequenas bolhas nos lábios e pode aparecer também nos genitais. No entanto, poucas pessoas sabem que ela também pode surgir em qualquer parte do corpo.

A transmissão se dá principalmente por saliva, mas também pelo contato direto das lesões com a pele de uma pessoa não infectada. O vírus de herpes humano pode permanecer no organismo quietinho e aparecer de tempos em tempos, desencadeado por alguns fatores como imunossupressão, infecções, excesso de exposição solar, estresse, trauma no local, alterações hormonais (como, por exemplo, durante o período pré-menstrual).

Sintomas

Pequenas bolhas cheias de líquido claro ou amarelado que formam crostas quando se rompem. Alguns sintomas locais podem aparecer, como coceira, ardor, agulhadas, formigamento — estes sintomas costumam desaparecer em aproximadamente uma semana.

No caso especifico do herpes genital, podem ocorrer febre e ardor ao urinar. Algumas pessoas se referem também à sensação de choque, que se explica pela afinidade desse vírus com as terminações nervosas.

A primeira infecção costuma ser mais grave e a melhora é mais demorada. Já nas próximas aparições, os sintomas são os mesmos, mas menos intensos.

Pesquisas mostram que existe uma relação entre a alimentação e a frequência e duração dos surtos do herpes. Alguns nutrientes podem interferir no desencadeamento do vírus, estimulando ou não o aparecimento de novas feridas. A vitamina C e a arginina e lisina (dois aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo organismo e devem ser consumidos através da dieta), por exemplo, tem relação direta com a doença.

Estudos mostram que a arginina é capaz de estimular o vírus do herpes — ela é considerada o ˮalimentoˮ da herpes. Dessa forma, o seu consumo deve ser regrado pelas pessoas que apresentam surtos frequentes da doença. A lisina, que é importante para a síntese proteica e desenvolvimentos do organismo, ao contrário, está associada à redução das feridas da herpes. Este aminoácido tem efeito significativo sobre a diminuição da replicação do vírus. Desta forma, é aconselhável manter uma alimentação rica em alimentos fontes de lisina eevitar excessos de alimentos que possuem arginina em sua composição.

Onde encontrá-las

Chocolate, amendoim, nozes, amêndoas, castanhas, gelatina, milho, pipoca, semente do tomate, semente de girassol, soja, coco e aveia. Esses alimentos podem favorecer o reaparecimento das feridinhas por serem fontes de arginina.

Já a carne, peixe, ovos, levedo de cerveja, ovos, batata, leite e derivados previnem o reaparecimento da herpes por serem fontes de lisina.

Além disso de abusar de alimentos que são fonte de lisina, recomenda-se fontes de Vitamina C, que melhoram o sistema imunológico, como suco de limão ou de caju, e fontes de Ômega 3 como a sardinha e os ricos em probióticos como os iogurtes e leite fermentados.

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/07/alimentacao-pode-ajudar-na-diminuicao-da-herpes-entenda-como/

Se você não tem doença celíaca, não deve excluir o glúten da sua dieta!


O tema a ser discutido hoje é muito falado por ai, mas a verdade é que muitos não sabem de fato o que é a doença celíaca e o porque de terem que cortar o glúten da sua dieta.

Para começar vamos entender o que é o glúten: ele é uma proteína e esta presente em alimentos como trigo, aveia, centeio, malte e cevada. A intolerância ao glúten é algo que vai durar a sua vida toda e a doença celíaca aparece nos indivíduos que têm uma predisposição genética. É mais comum que ela apareça quando o indivíduo ainda é criança, mas ela também pode se manifestar em adultos. Os sintomas variam de pessoa para pessoa, mas podemos citar diarreia, intestino preso, emagrecimento, atraso no crescimento em crianças e bebês, distensão abdominal, dores abdominais, vômito, falta de apetite, entre outros.

Para tratar esses sintomas o paciente deve excluir completamente alimentos que contenham glúten e checar sempre as embalagens de produtos industrializados.

Mas e quem não é celíaco e tira o glúten da dieta para emagrecer? A restrição dos alimentos pode sim ajudar na perda de peso, mas por restrição calórica! Até o momento não existe nenhum estudo que comprove que o glúten cause inflamação ou ganho de peso em pacientes não celíacos e a moda de tirar o glúten da dieta não é uma boa ideia se você não é intolerante, já que essa dieta restringe vários alimentos importantes para nossa saúde.

É evidente que de um dia para o outro não houve um surto de intolerantes ao glúten, mas sim de indivíduos que querem perder peso e estão utilizando esse método de exclusão. Vamos lá, você que não é intolerante não precisa se privar de tantos alimentos simplesmente para perder peso — faça uma reeducação alimentar e coma de tudo de forma equilibrada e saudável.

Alguns pacientes relatam melhora na digestão e gases ao cortar o glúten, o que de fato pode acontecer. A explicação? Menor consumo de carboidrato, em especial refinados, que fermentam bastante. Além disso, um menor consumo de industrializados que são ricos em corantes, conservantes, acidulantes e estabilizantes e são de fato nocivo a saúde quando ingeridos descontroladamente.

Falando agora com indivíduos que, de fato, são intolerantes. Veja o que vocês podem comer tranquilamente:

Cereais: Arroz e milho

Farinhas: Mandioca, arroz, milho, fubá e féculas

Gorduras: Óleoas e margarinas

Frutas: Todas in natura e também em forma de sucos

Laticínios: Leite, manteiga, queijos e seus derivados

Hortaliças e leguminosas: Folhas, cenoura, tomate, vagem, feijão, soja, grão de bico, ervilha, lentiha, batata, mandioca e outros

Carnes e ovos: Aves, carne suína, carne bovina, caprinos, peixes, frutos do mar.

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/07/doenca-celiaca-gluten-dieta/

A hidratação é muito importante durante atividades físicas; sane aqui suas dúvidas sobre como se preparar






Durante a atividade física a hidratação é muito importante. A sede não é suficiente para sinalizar a necessidade de ingerir líquidos para repor as perdas — afinal de contas ela é um sinal tardio. Ou seja, quando você sente sede saiba que você já esta desidratado.

Quando estamos desidratados há uma diminuição do volume plasmático, aumento da concentração do sódio no plasma, o indivíduo passa a suar menos e isso dificulta o controle da temperatura, que aumenta durante a atividade física. O controle da temperatura volta a ser feito normalmente quando o indivíduo ingere de 60-70% da água perdida pelo suor durante o exercício. Com a desidratação, ocorre perda de performance e rendimento e, em casos graves, pode ocorrer disritmia cardíaca e até mesmo parada cardíaca.

Agora que você já sabe dos prejuízos da desidratação surgem as dúvidas: mas o que devo tomar? Qual quantidade? A que temperatura? A sede como marcador da quantidade de água a ser ingerida não é suficiente, mas também a ingestão em excesso durante o exercício não é legal, podendo trazer desconforto e risco.

Estudos sugerem que o indivíduo deve ingerir em torno de 500ml de líquidos nas duas horas que antecedem o exercício para dar tempo de hidratar adequadamente e eliminar o excesso ingerido. Durante a atividade física, o atleta deve começar a ingerir líquidos logo e com um intervalo de tempo regular para repor a água perdida pelo suor, sempre em pequenos goles. Recomenda-se que o líquido esteja a uma temperatura menor que a ambiente. Também é indicado a ingestão de quantidades adequadas de eletrólitos e carboidratos para exercícios com mais de uma hora de duração. Recomenda-se que o líquido a ser ingerido tenha sódio, já que baixas concentrações de sódio no organismo podem ser muito prejudiciais e, durante o exercício, perde-se este elemento no suor!

Os repositores hidreletrolíticos podem ser um boa pedida dependendo do tempo de atividade física. Para um controle maior procure orientação específica para você, para o seu tipo de atividade física, de acordo com o tempo de duração, seu peso, etc… A ingestão de água diária já é importantíssima, durante o exercício físico então ela não pode faltar!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/07/a-hidratacao-e-muito-importante-durante-atividades-fisicas-sane-aqui-suas-duvidas-sobre-como-se-preparar/

A alfarroba é, realmente, um chocolate mais saudável?




A Alfarroba existe há muitos anos, mas não ficou tão conhecida como o cacau. Ela é uma vagem, e dela extraem a polpa que é torrada e moída para se obter um pó — que pode ser usado como substituto da fruta que dá origem ao chocolate.

Recentemente, ele tem sido muito citado em sites de alimentação saudável e por blogueiras fit — mas será que ela é realmente mais saudável que o chocolate?

Para começo de conversa, a alfarroba não contém glúten, nem cafeína. Mas, em termos nutricionais, ela não é tão menos calórica que o cacau. Ambos são constituídos por gorduras, mas a alfarroba é mais vantajosa por ser menos gordurosa e por possuir um sabor adocicado natural, que não exige açúcar na fabricação de seu chocolate. A textura é bastante parecida e o sabor semelhante. Além disso, ela é rica em fibras, cálcio, potássio, ferro, zinco e vitaminas como a E, B6 e B12.

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/07/alfarroba-mais-saudavel-que-chocolate/

Creatina: o que é e como usá-la




A creatina é um constituinte dietético natural retirado de alimentos de origem animal — ela é sintetizada principalmente pelo fígados, mas os rins e o pâncreas também podem fazer o trabalho. Ela é obtida através da sintetização de 3 aminoácidos: glicina, arginina e metionina. As principais fontes de creatina para a ingestão são as carnes e peixes. Muitos estudos tem mostrado que a suplementação da creatina pode ser benéfica para praticantes de atividade física pois aumenta massa, força e potência — ou seja, tudo que um atleta sempre quis.Mas nada na vida é tão fácil assim, então vamos esclarecer o assunto:

A suplementação da creatina é muito estudada por ter mostrado a capacidade de melhorar a performance do atleta pois “fornece” energia e retarda o processo de fadiga e os resultados são de fato animadores.

Já no seu uso para aumento de massa magra, o que os estudos mostram é que na verdade acontece um acúmulo de água maior no organismo porque a creatina tem um alto poder osmótico, ou seja, ela “suga” a água, deixando o individuo mais inchadinho.

A excreção da creatina é pelos rins e doses altas e exageradas podem sim fazer mau para o organismo. Portanto, nunca use nenhum suplemento sem orientação individualizada!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/07/creatina-cuidados/

Chocolate: vilão ou mocinho?


Difícil encontrar alguém que não goste de chocolate. Além do sabor delicioso, ele ainda proporciona uma sensação de prazer e bem estar. Estudos mostram que o consumo de chocolates ricos em cacau podem trazer benefícios a saúde quando consumidos em pequenas quantidades. Ou seja: ele pode sim ser o mocinho, mas passa a ser o vilão quando é consumido em grandes quantidades. A situação piora quando estamos falando dechocolate ao leite ou chocolate branco, que são mais ricos em gordura.

A gordura do chocolate vem da manteiga do cacau e é rica em gorduras saturadas, que é perigosa para o coração pois tende a se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos com maior facilidade. Isso pode acelerar a formação das placas de gordura e o, consequentemente, resultar no entupimento das veias. Mas vale uma ressalva: um terço desta gordura é ácido esteárico que, apesar de ser uma gordura saturada, não aumenta os níveis do colesterol LDL, conhecido como o colesterol “ruim”.

Na composição deste alimento também encontramos flavonoides, que são antioxidantes fenóis responsáveis pela proteção contra doenças cardiovasculares. Eles também colaboram na diminuição da pressão arterial e melhora do HDL (colesterol “bom”).

Mas atenção: quem confere essas propriedades boas ao chocolate é o cacau, então quanto maior a porcentagem de cacau melhor. E não se esqueça que, caloricamente e em teor de gordura , todos os chocolates são similares — ou seja, o chocolate é um alimento bastante calórico e rico em gordura; a diferença é que os com maior quantidade de cacau trazem uma certa proteção para um consumo moderado!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/07/chocolate-vilao-ou-mocinho/

Entenda os benefícios de comprar alimentos de uma safra específica





Cada alimento precisa de certas condições para se desenvolve. Quando ele é colhido na época certa, tem maior qualidade nutricional, mais sabor e menos agrotóxicos — afinal, ele possuí todas as condições climáticas e de solo a seu favor.

Atualmente, com o desenvolvimento da agricultura e de suas técnicas, conseguimos obter os alimentos em quase todas as estações — mesmo quando estão fora de época. Mas é importante alertar que esses alimentos, quando cultivados fora de época, apresentam menor qualidade, mesmo ostentando boa aparência. Um estudo feito no Japão mostra que alimentos colhidos fora de época já apresentaram deficiências de vitamina C e de caroteno. Outro agravante são os preços, que ficam mais elevados.

Para você se programar: no final e começo de ano é a época das frutas de maneira geral. Já no meio do ano as hortaliças ficam melhores, mais bonitas e mais baratas. Entre agosto e setembro, é vez das frutas pouco resistentes ao calor. Para saber qual a safra dos alimentos, vale consultar o site do CEAGESP. Lá, eles possuem as datas certas de todos os alimentos.

Fique de olho, pois escolher alimentos na safra é nutricionalmente e ecologicamente melhor!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/07/alimentos-safra-melhor/

Como comer fondue sem brigar com a balança


O frio chegou e com ele veio aquela vontade de comer mais, certo? É fato que, no inverno, a fome aumenta — é uma resposta fisiológica do nosso organismo as baixas temperaturas. Para piorar a situação, o desejo de comer certas coisas mais pesadas aumenta nesta época do ano: é o caso do fondue, por exemplo, um ótimo alimento para dividir com os amigos nas noites mais frias!

Mas como aproveitar essa delicia sem sair da dieta?

A melhor opção é o fondue de carne no vinho: você pode mesclar carne vermelha com frango. Mas tome cuidado com os molhos que acompanham os cortes — prefira um vinagrete e deixe os molhos que levam creme de leite para comer quando já não estiver com tanta fome, assim você coloca uma quantidade pequena, apenas para dar um pouco de sabor. Se a opção for fritar no óleo, siga as mesmas recomendações. Lembre-se de sempre usar uma carne magra, como o filet mignon!

Um pouco mais complicado é o de queijo: além de ser super calórico, ainda entra como prejuízo a grande quantidade de pão (sempre branco, o pior tipo para quem está de dieta). Para amenizar os danos, prefira pão integral e tente mesclar as massas com legumes — corte rodelas de cenoura, pedaços couve flor, brócolis cozidos no vapor, tente também tomatinho cereja e batata cozida. Procure não mergulhar o alimento ou o pão inteiro no queijo, passe apenas um pouquinho para ficar mais saboroso.

Agora, as dicas para o tão esperado fondue de chocolate. Tente não passar de quatro pedaços e evite mergulhar a fruta toda no chocolate. Prefira o chocolate amargo para o preparo, pois apesar de não ser menos calórico ele, tem propriedades antioxidantes que protegem o coração.

E para finalizar, segue uma sugestão quanto as quantidades:

Para comer um pouco de cada tipo: 10 pedaços de pães (preferir o integral) + 5 cubos de carne + 5 pedaços de frutas
Se preferir apenas o de queijo: limite a algo em torno de 20 pedaços de pães (preferir o integral) + 10 pedaços de legumes
Se optar pelo de carne, vale combinar com chocolate: 20 cubos de carne (cozidas no vinho) ou 10 cubos de carne (fritas em óleo) + 5 pedaços de frutas

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/07/comer-fondue-sem-brigar-com-balanca/

O ovo é o mocinho ou o vilão da sua dieta? Descubra


Antes deste post começar, vocês precisam entender que a nutrição é uma ciência mutável e construída de evidencias que evoluem e se alteram conforme surgem novos estudos.

Por isso mesmo, o alimento do qual falaremos hoje já foi visto como vilão das dietas e hoje é justamente o contrário — o mocinho! O ovo pode sim sair da sua lista negra: ele possuí muitas propriedades boas para a sua saúde. A clara, por exemplo, é fonte de proteínas de boa qualidade. A gema, por outro lado, possui sim gordura e colesterol mas, ao mesmo tempo, também apresenta colina, um aminoácido importante para formação de acetilcolina, que ajuda na memória.

A clara dos ovos é pouco calórica e oferece bastante saciedade — ou seja, uma ótima opção para a fome noturna ou do fim da tarde. Ela pode aparecer também junto com a tapioca no café da manha, formando uma refeição completa (proteína da clara + carboidrato da tapioca).

A parte branquinha dos ovos também ajuda quem está com vontade de comer um docinho: basta misturar duas claras com 2 colheres de chá de farelo de trigo ou aveia, adoçante culinário a gosto e canela a gosto. Bata com um garfo e leve em um frigideira quente antiaderente ao fogão, transformando a mistura numa panqueca. Depois é só cobrir com geleia sem açúcar e está pronta uma deliciosa panqueca proteica.

Já se a vontade for de salgado, misture duas claras com orégano a gosto e tomate em cubos, uma pitada de sal e leve a frigideira. O resultado é um delicioso omelete salgado! Essas duas receitinhas são ótimas opções para repor as energias após uma atividade física!

Agora, se você quiser comer a gema, o ideal seria trocar a sua proteína do almoço (carne, frango ou peixe) pelo próprio ovo. Evite combinar as duas opções — afinal, ambas fornecem colesterol. Se consumidas isoladamente, no entanto, não trarão problema algum para seu coração!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/08/ovo-faz-bem-para-saude/

Pílula do dia Seguinte: Como usar e quais os efeitos colaterais?

Depois de uma noite de amor, você percebe que algo não aconteceu como esperado. A camisinha estourou, lembrou que não tomou corretamente o seuanticoncepcional, vou engravidar você pensa, e etc.
Nesse momento a maioria das mulheres recorrem para o uso da “pílula do dia seguinte” ou anticoncepcional de emergência.
O levonorgestrel é o princípio ativo da pílula, ele age na inibição ou retardo da ovulação, ou simplesmente impede a passagem dos espermatozoides para o útero.
Foto: Reprodução

O que acontece é que algumas mulheres fazem uso indevido desse meio de anticoncepcional, um exemplo é tomar após todas as relações sexuais, ou substituir o seu anticoncepcional diário pela pílula.

Como tomar a pílula?

O primeiro comprimido de ( levonorgestrel 0,75 mg) deve ser tomado imediatamente após a relação sexual, pois a demora por tomar pode diminuir a eficácia da pílula. O segundo comprimido deve ser tomado após 12hs do primeiro comprimido, e caso haja vômitos, a dose deverá ser administrada novamente.
Hoje, já existem comprimidos que concentram a dose de 1,5mg de levonorgestrel, o que elimina o segundo comprimido.

Quais os riscos de tomar a pílula?

O uso seguido diminui a eficácia do medicamento, o que não é bom, já que você estará fazendo o seu uso acreditando estar protegida, quando na verdade estará vulnerável a uma possível gravidez. Além disso, por ser uma dose alta de hormônios a pílula poderá desregular o seu ciclo menstrual fazendo você perder totalmente o controle sobre seu período fértil.
Foto: Reprodução

Quando tomar a pílula?

Como já mencionamos, a pílula do dia seguinte não deve ser usada como seu método contraceptivo diário, para isso, existem outros métodos.

Deve-se considerar o seu uso nos seguintes casos:
Não faz uso nenhum método contraceptivo;
Quando o preservativo estourar, (considere o item acima, ou seja estourou mas usa outro método, nesse caso não é necessário o seu uso);
Anticoncepcional diário administrado de maneira irregular;
Período fértil mal calculado
Expulsão do DIU
Em casos de estupro

Quais são as reações adversas ou efeitos colaterais da pílula?
Cefaleia
Tontura
Aumento da sensibilidade das mamas
Retenção de líquidos

A pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência e não deve de maneira nenhuma substituir o seu anticoncepcional diário.

http://www.saudeebemestaronline.com/pilula-dia-seguinte-como-usar-e-quais-os-efeitos-colaterais/

5 alimentos para baixar o colesterol.

Você certamente já sabe que os alimentos, em especial frutas, frutas, legumes e grãos podem ajuda e muito na prevenção de doenças e na manutenção da nossa saúde.

Então você também já deve saber que o abacate ajuda abaixar o colesterol. Não sabia?
Baixar o colesterol, manter a pressão arterial controlada, manter o nível de açúcar no sangue não é lá tarefa fácil não é mesmo?

Mas vou te mostrar cinco alimentos básicos que vão te ajudar na prevenção de muitas doenças e baixar os níveis de colesterol.

Antes de mais nada vale lembrar que nenhum tratamento alternativo substitui a atenção médica. Caso perceba que algo de errado
está acontecendo com você, procure imediatamente um médico.

Tomate abaixa o colesterol e ajuda a diminuir a pressão arterial

Segundo pesquisa da Universidade de Ouli, na Finlândia, o consumo diário dotomate diminui em 30% o risco de doenças cardiovasculares.


35 mil mulheres participaram da pesquisa e a conclusão que se teve é que 30g de catchup e 400 ml de suco de tomate por dia, diminuem
em 13% o nível de colesterol ruim (LDL) em 3 semanas.

Você está se perguntando como?

Vamos lá! O tomate é rico em licopeno (antioxidante), vitamina C, fibras epotássio. Esse composto é benéfico para a saúde e ajudam e muito
a baixar os níveis de colesterol.

Dica: Ao cozinhar os tomates por cerca de 30 minutos é possível aumentar o nível de licopeno.

15 g de tomates secos têm maior concentração de potássio, que auxilia na baixa da pressão arterial do que uma banana média.

Amêndoas torradas com casca ajudam na baixa do colesterol

Um punhado de amêndoas chegam a conter incríveis 9 g de gordura monoinsaturada que auxilia na redução do colesterol ruim (LDL) e aumentar o bom.
Consumir amêndoas duas vezes ao dia, pode diminuir em 10% o nível de colesterol.
A vitamina E contida na polpa do tomate e os flavonoides contidos na casca das amêndoas, pausam o crescimento de placas que entopem as artérias. Mas seu consumo deve ser consumido com cautela pois você pode acumular calorias.

O abacate diminui colesterol

Assim como os outros alimentos que diminuem o colesterol, o abacate é um ótimo amigo nessas horas.
Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Mexicano del Seguro Social, homens e mulheres que consumiram um abacate por dia reduziram em até 17% do total docolesterol.

O nível de LDL e triglicerídeos nocivos diminuiu e o nível de HDL subiu. Essa ação benéfica se dá graças ao alto nível de gordura monoinsaturada “boa” contida no abacate.

O abacate ainda é rico de betassitosterol, que também ajuda a reduzir o colesterol.

Salmão reduz colesterol

Não é nenhuma surpresa para nós que o salmão reduz o colesterol. Dentre os peixes ricos em ômega-3 o salmão com toda certeza é o rei.
Uma pequena porção chega a conter 1,8 g EPA (ácido eicosapentaenoico) e de DHA (ácido docosa-hexanoico), ácidos graxos que
auxiliam na diminuição do risco de arritmias cardíacas fatais e na redução docolesterol.

Aveia diminui o colesterol

Uma dieta rica no consumo de aveia pode reduzir o colesterol ruim LDL.

A betaglucana é uma fibra solúvel presente nos cereais. Ela age como uma esponja e prende os ácidos biliares ricos em colesterol no intestino e os elimina. O resultado dessa ação é a redução dos níveis de colesterol no sangue.

Uma porção de 225 g de aveia (uma tigela) pode reduzir a taxa de colesterol em 2% ou 3%.

http://www.saudeebemestaronline.com/5-alimentos-para-baixar-o-colesterol/

Óleo de canola, de milho, de coco, azeite… Qual o melhor e como usá-lo?




São várias as opções de óleo de cozinhas nos mercados. Os mais populares são os extraídos de plantas como Canola, Milho, Girassol e Soja — além do popular azeite. Atualmente, no entanto, outro óleo passou a fazer parte desta lista: o óleo de coco. Abaixo, você confere os benefícios de cada um deles:

Óleo de Canola: possui maior quantidade de ômega 3 (w3), uma gordura considerada boa por proteger o coração, pela sua ação anti-inflamatória, por ajudar no controle dos níveis de colesterol, triglicerídeos e da pressão arterial, além de incentivar a atividade dos antitrombos. Nosso organismo não produz ômega 3 e, por isso, ele deve ser ingerido através da dieta. O óleo de canola costuma custar mais caro que seus concorrentes.

Óleo de Girassol: além do ômega 3, ele possui também ômega 6 (w6), ômega 9 (w9) e vitamina E. Esses compostos também protegem o coração, pois ajudam no equilíbrio entre o colesterol considerado bom (HDL) e o considerado ruim (LDL).

Óleo de Milho: ele é rico em ômega 3 e ômega 6, mas é considerado mais calórico se comparado aos seus concorrentes.

Óleo de Soja: tem sua composição nutricional mais semelhante ao óleo de girassol por ser rico em ômega 3 e ômega 6, além da vitamina E. Assim como o de milho, também é um pouco mais calórico.

Todos esses óleos são de origem transgênica. Diversos estudos tem relacionado alimentos transgênicos com doenças crônicas, como o câncer. Então vale o aviso — apesar de suas qualidades, eles ainda precisam ser usados com bom-senso.

Óleo de Coco: “a bola da vez”. Ganhou muito adeptos graças a culinária funcional. Apesar de sua origem vegetal, ele é composto basicamente por gordura saturada — o que é perigoso para a sua nutrição tanto do ponto de vista cardiovascular, quando do estético. Dizem que ele é promete perda de medidas, mas a qualidade não foi comprovada e não existem estudos que comprovem sua segurança, especialmente em pacientes diabéticos ou cardíacos. Seus benefícios podem ser observados em modelos animais, mas nosso organismo é diferente e, por isso, precisamos tomar cuidado antes de trocar drasticamente o tipo de gordura consumida.

Azeite: a melhor opção para ser usado frio. Quando aquecido, o azeite perde suas propriedades antioxidantes.

Em suma, todas as opções têm pontos positivos e negativos. O segredo é controlar a quantidade, independente do tipo, para que seus benefícios não se tornem armas perigosas contra a sua saúde. Aconselho sempre meus pacientes a fazerem um rodízio entre os óleos e maneirar sempre na quantidade: um litro de óleo para uma casa de 4 pessoas deve durar em média 3 meses!

http://vejasp.abril.com.br/blogs/nutricao/2014/08/oleo-de-canola-de-milho-de-coco-azeita-qual-o-melhor-e-como-usa-lo/