Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

domingo, 4 de junho de 2017

NAS ASAS DA IMAGINAÇÃO!


NAS ASAS DA IMAGINAÇÃO!

    Por meio de uma história "maluquinha", estimule a leitura e a criatividade das crianças.
Objetivos:
★ Estimular a leitura 
★ Estimular a criatividade e a imaginação 
Faixa etária: 4 a 6 anos 
Duração: 1 aula 
Nos contos e histórias infantis tudo pode. Vale imaginar nuvens de algodão-doce, encontrar animais que falam, visitar castelos e muito mais. Utilize o conto a seguir e as atividades executadas para trabalhar a imaginação das crianças e mostrar como a leitura pode ser divertida e prazerosa. 
Dica esperta! 
Faça em sua sala um rodízio de livros. Peça que cada criança traga um livro e a cada final de semana os alunos trocam os livros entre si e levam para casa para os pais contarem a história para eles. 

Uma viagem 

Foi mais ou menos assim que tudo começou! Olhei pro céu e lá estavam as nuvens de algodão-doce cor-de-rosa pulando cercas como carneirinhos - aqueles que contamos antes de dormir. Contei mais ou menos uns 35 antes de me cansar e cochilar. Quando acordei no dia seguinte, minha cama parecia um barquinho de papel e eu navegava por mares estranhos. 
De cada lado do barco tinha um remo que, na verdade, eram duas escovas de dente que eu usava para fazer o barco navegar mais rápido. As ondas jogavam meu barco de um lado para o outro para cima de umas montanhas estranhas que eu acho que eram feitas de chocolate. De repente, do meio do mar, surgiu uma grande cobra colorida e veio para cima de mim. Levantei meu remo e comecei a chacoalhá-los de um lado para o outro para espantar a danada. Mas não é que quanto mais eu tentava espantá-la mais perto ela chegava? Pois é! Foi chegando e de repente abriu a “bocooooona”! Pensei que ela ia me engolir, mas que nada, chorando ela pediu que eu escovasse os dentes dela, pois havia um fiapo de manga em um deles e ela estava ficando louca. Dei risadas e escovei os dentes da cobra que, depois de me agradecer, sumiu para dentro do mar. 
Fui chegando com meu barco em um lugar muito diferente. Era um castelo rodeado de nuvens e com janelas coloridas. Mas peraí? Como é que eu fui parar em um castelo nas nuvens se eu estava no mar? Sei lá, mas só sei que foi assim que aconteceu. O barco parou na porta do castelo e a ponte levadiça desceu e eu pulei nela entrando no castelo. 
Quando cheguei lá dentro, outra surpresa! O castelo era feito todinho de balas de goma coloridas, como a casa da história de João e Maria. Como eu estava com fome, pensei em comer algumas, mas aí eu me lembrei da bruxa da história do João e Maria e resolvi não arriscar. Fui andando e lá na frente encontrei um peixe voando pra lá e pra cá. O quê? Peixe não voa? Quem falou isso? Aquele peixe voava e voava muito bonito com suas asas coloridas de borboleta. Cheguei perto dele e ele começou a falar: – Quer dizer que você não comeu nenhuma bala de goma? Nenhuminha só? Eu fiquei sem jeito, mas respondi firme que não havia comido, pois aquelas balas não eram minhas. Ele riu e foi aí que uma mão muito grande de um gigante invisível apareceu, cheia de balas de goma, e o peixe disse que eram todas minhas, pois eu era um menino honesto. Puxa vida! Tinha tanta bala de goma que eu nem sabia por onde começar. Foi aí que eu pedi pro gigante levá-las para o meu barco. Ele levou, eu agradeci a ele e ao peixe e voltei para minha casa, navegando e voando pelo céu, no meio das nuvens de algodão cor-de-rosa. Quando cheguei em casa ouvi minha mãe me chamando: – Vamos, menino, deixa esse livro de lado e vem tomar banho que já está na hora. 
Fazer o quê, né? Deixei meu livro de lado e as muitas aventuras que ele guardava para outros dias e fui tomar meu banho, debaixo de uma cachoeira de água quente, no meio de uma floresta imensa, cheia de bichos e tesouros escondidos, mas isso é outra história. 
RECURSOS:
Castelo 
Materias:
★ Papelão 
★ Tinta acrílica azul brilhante e azul escuro 
★ Pincel 
★ Cola quente 
★ 1 pedaço de corrente 
★ Caneta hidrocor preta
Livro
Materiais:
★ Caixa de sapato 
★ Papel color set vermelho 
★ Cola
★ Fio dourado 
★ Papel microndulado dourado 
★ Caneta hidrocor preta
★ Tesoura
1. Corte as abas da tampa da caixa, conforme mostra a foto.
2. Encape as laterais e a parte da frente da caixa com papel microndulado. 
3. Encape a tampa da caixa e a parte de trás com o color set vermelho. 
4. Cole os fios dourados para decorar como mostra a foto. Escreva Era uma vez... na frente da caixa
 
http://dani-alfabetizacaodivertida.blogspot.com.br/2015/01/nas-asas-da-imaginacao.html
Postar um comentário