Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Grêmio anuncia contratação de Roger Machado para o lugar de Felipão

Treinador, que já foi jogador, auxiliar e até mesmo interino do clube, foi confirmado na vaga do seu "mentor", Luiz Felipe Scolari

( Foto: Eduardo Deconto / Globo Esporte.com )


No final da manhã desta terça-feira, exatos 7 dias depois da demissão de Felipão, o Grêmio anunciou a contratação do técnico Roger Machado, que trabalhou no Novo Hamburgo durante o Campeonato Gaúcho e já tem passagem anterior pelo Tricolor. O ex-lateral-esquerdo do clube com história foi anunciado à tarde, com contrato até o final deste ano. O nome foi definido em reunião na noite desta segunda-feira.

O treinador comandará seu primeiro trabalho na tarde desta terça-feira, no CT Luiz Carvalho. Depois, será apresentado na sala de imprensa Antônio Augusto. 

Roger Machado, 40 anos, trabalhou no Novo Hamburgo no Gauchão, com o time de jogadores experientes como Luís Mário, Magrão e Bolívar. O treinador foi eliminado justamente pelo Grêmio, após empate em 1 a 1 no tempo normal e decisão nos pênaltis, em partida válida pelas quartas de final da competição.

Ex-lateral de Felipão, a quem substituiu agora, na década de 90, Roger chega com o auxiliar Roberto Ribas para a única vaga aberta na comissão técnica permanente. James Freitas será o auxiliar do Grêmio, com Rogério Dias sendo o preparador físico e Rogério Godoy seguindo como preparador de goleiros. 

Com história no Grêmio, Roger já foi jogador, auxiliar e até mesmo treinador interino. Ganhou Libertadores, Copa do Brasil, Brasileiro e Recopa com a camisa gremista. Foi criado nas categorias de base do clube e é considerado um estudioso pela diretoria, além de identificado com o perfil de emergente. Treinou o Grêmio em período de mudanças de treinador e também quando Vanderlei Luxemburgo foi suspenso na Libertadores. Estava, por exemplo, na beira do campo na derrota para o Independiente Santa Fé, em 2013. Esteve à frente do clube em oito jogos, com quatro vitórias, entre eles dois Gre-Nais, e quatro derrotas. 

Roger foi auxiliar técnico do clube, função que será de James, nas comissões de Renato Gaúcho, Caio Júnior e Vanderlei Luxemburgo. Em 2013, deixou o Grêmio para se lançar como treinador. Em 2014, assumiu o Juventude, durante o Gauchão, onde ficou de fevereiro a julho. Em 2015, começou o trabalho no Novo Hamburgo, indo até a partida com o Tricolor. 

Sete dias depois, o pupilo substitui o mentor. Roger já deixou claro em outras oportunidades que Felipão, demitido na terça passada, é uma de suas inspirações para sua carreira de treinador. Ambos se encontraram algumas vezes na terceira passagem do ex-técnico da Seleção pelo Tricolor. Além da decisão nas quartas de final no Gauchão, ambos se encontraram antes de um amistoso durante a pré-temporada. 
Como jogador, surgiu nas categorias de base subindo em 1994, quando estreou como profissional. Atuou até 2003 constituindo-se em um dos mais vitoriosos atletas da história da instituição. Neste período, ganhou 16 títulos como profissional, tendo disputado 504 jogos oficiais com sete gols marcados. Em 1995 e 2001 chegou a defender a Seleção Brasileira. Roger jogou também no Vissel Kobe, do Japão; no Fluminense, onde conquistou a Copa do Brasil de 2007; e D.C. United. É atleta da Calçada da Fama do Grêmio desde 13 de setembro de 2011. 


G 1
Postar um comentário