Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

HISTÓRIA/GEOGRAFIA - Açúcar - 06: Tipos de Açúcar

Açúcar - 06: 

Tipos de Açúcar

Existem diversos tipos de açúcares. As principais diferenças aparecem no gosto, na cor e na composição nutricional de cada tipo.
A regra básica é a seguinte: quanto mais escuro é o açúcar, mais vitaminas e sais minerais ele tem, e mais perto do estado bruto ele está. A cor branca significa que o açúcar recebeu aditivos químicos no último processo da fabricação, o refinamento

REFINADO

>Açúcar
Refinado
Também conhecido como açúcar branco, é o açúcar mais comum nos supermercados.
No refinamento, aditivos químicos como o enxofre tornam o produto branco e delicioso.
O lado ruim é que esse processo retira vitaminas e sais minerais, deixando apenas as "calorias vazias" (sem nutrientes).

CRISTAL

>Açúcar
Cristal
É o açúcar com cristais grandes e transparentes, difíceis de serem dissolvidos em água.
Depois do cozimento, ele passa apenas por um refinamento leve, que retira "só" 90% dos sais minerais.
Por ser econômico e render bastante, o açúcar cristal sempre aparece nas receitas de bolos e doces.
Usado como agente de corpo e, principalmente, como adoçante na indústria alimentícia em geral, destacando-se:bebidas, balas, biscoitos, chocolates, etc.

MASCAVO

>Açúcar
Mascavo
É o açúcar bruto, escuro e úmido, extraído depois do cozimento do caldo de cana.
Como o açúcar mascavo não passa pela etapa de refinamento, ele conserva o cálcio, o ferro e os sais minerais.
Mas seu gosto, bem parecido com o do caldo de cana, desagrada a algumas pessoas.

DEMERARA

>Açúcar
Demerara
Também usado no preparo de doces, esse açúcar de nome estranho é um dos tipos mais caros.
Ele passa por um refinamento leve e não recebe nenhum aditivo químico. Por isso, seus grãos são marrom-claros e têm valores nutricionais altos, parecidos com os do açúcar mascavo.
Adoça menos que o branco, mas é mais doce e tem sabor mais suave que o mascavo.

DE CONFEITEIRO

>Açúcar
Confeiteiro
Tem cristais tão finos que mais parece talco de bebê. Excelente para fazer glacês e coberturas.
O segredo é o refinamento sofisticado, que inclui uma peneiragem para obter minicristais e a adição de amido de arroz, milho ou fosfato de cálcio para evitar que os minicristais se juntem novamente.
IMPALPÁVEL
O açúcar impalpável é um tipo de açúcar com alvura e fineza incomparáveis, mais fino que o açúcar de confeiteiro e que possuem entre 1% a 3% de amido de milho, que permite que o açúcar se mantenha seco quando pulverizado sobre doces, de forma a impedir a absorção do açúcar pela gordura proveniente dos doces. Apropriado para a montagem de glacês, cremes, pasta americana ou outros tipos de coberturas finas para bolos decorados, tem entre suas principais aplicações o confeito para decoração de bolos, doces, sonhos, croissants e outros produtos de confeitaria fina.
ORGÂNICO
É diferente de todos os outros tipos porque não utiliza ingredientes artificiais em nenhuma etapa do ciclo de produção, do plantio à industrialização. O açúcar orgânico é mais caro, mais grosso e mais escuro que o refinado, mas tem o mesmo poder adoçante.
LIGHT
Surge da combinação do açúcar refinado com adoçantes artificiais, como o aspartame, o ciclamato e a sacarina, que quadruplicam o poder de adoçar. Um cafezinho só precisa de 2 gramas de açúcar light para ficar doce, contra 6 gramas de açúcar comum. Por isso, quem consome açúcar light ingere menos calorias.
LÍQUIDO
>Açúcar
Líquido
É obtido pela dissolução do açúcar refinado em água. Usado em bebidas gasosas, balas e doces, o açúcar líquido não é vendido em supermercados. Uma das vantagens é que ele não precisa ser estocado em sacos, diminuindo os riscos de contaminação com poeira ou microorganismos.
Rapadura
>Açúcar
Rapadura
Rapadura é o caldo de cana aquecido e posteriormente resfriado dando origem a uma massa solidificada, devido a grande quantidade de cristais formados, e moldada em formas de madeira.
MELADO (mel de engenho)
>Açúcar
Mel de engenho
É o líquido xaroposo obtido pela fervura e evaporação do caldo de cana (Saccharum officinarum) até ficar consistente, ao mesmo tempo em que é purificado com a retirada constante da espuma.
MELAÇO
>Açúcar
Melaço
É o líquido que se obtêm como resíduo de fabricação do açúcar cristalizado, do melado ou da refinação do açúcar bruto.
FRUTOSE
É o açúcar extraído das frutas e do milho. Sem precisar de nenhum aditivo, a frutose é cerca de 30% mais doce que o açúcar comum, mas ela engorda sem oferecer uma vitaminazinha sequer. A maior parte da frutose vendida no Brasil é importada e tem preços meio amargos.
Açúcar "candy"
>Açúcar
Candy
>Açúcar
Candy marrom
O açúcar candy é a cristalização lenta e forçada da sacarose em torno de um fio estendido para formar cristais ao acaso de tamanho grande constituídos de sacarose pura. É, também, o mesmo processo do algodão doce, onde a cristalização é conduzida e imediatamente revolvida, levando à formação de diminutos cristais. Açúcar especial, normalmente de uso medicinal.
>Açúcar
Algodão doce
Fonte: correiogourmand.com.br
Postar um comentário