Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Bug em aparelhos Samsung deixa 600 milhões de usuários vulneráveis.Falha em software pode fazer dos dispositivos possíveis alvos de hackers. Empresa de segurança aponta que problema foi descoberto ano passado

Bug em aparelhos Samsung deixa 600 milhões de usuários vulneráveis.Falha em software pode fazer dos dispositivos possíveis alvos de hackers. Empresa de segurança aponta que problema foi descoberto ano passado

Bug em aparelhos Samsung deixa 600 milhões de usuários vulneráveis Don EMMERT/AFP

Modelos populares da Samsung, como o Galaxy S4 e até o novo S6, estão entre os que podem ser afetados pela falha 
Foto: Don EMMERT / AFP
A garantia de privacidade em chamadas, mensagens de texto e e-mails de 600 milhões de usuários de smartphones e tablets ao redor do mundo pode estar comprometida. Isso porque foi descoberta uma vulnerabilidade no software do teclado SwiftKey, integrado em diversos dispositivos Samsung que usam o sistema operacional Android. As informações são do jornal britânico The Guardian. 
O bug, descoberto pela companhia de segurança americana NowSecure, permitiria que hackers tenham acesso integral aos aparelhos — podendo inclusive ativar câmera e GPS, fazer ligações e descobrir dados pessoais. Integrado ao sistema, o teclado sequer pode ser desinstalado ou desativado, conforme a empresa.


Perdeu seu smartphone ou foi roubado? Saiba como localizar o aparelho


De acordo com o Guardian, o problema está na codificação dos próprios aparelhos Samsung, já que a vulnerabilidade não acontece no aplicativo SwiftKey disponível para download no Google Play ou na Apple Store. Alguns modelos afetados incluem os populares Galaxy, como o S4 e até o recente S6.

A falha na segurança, porém, não torna o ataque tão simples: um usuário mal-intencionado precisaria aproveitar uma conexão Wi-Fi não segura e instalar um recurso chamado "backdoor" que, quando substituído pela atualização automática do software, permitira acesso aos dispositivos Samsung.
Essa brecha foi descoberta no ano passado, de acordo com a NowSecure, mas até o momento a Samsung não teria disponibilizado uma correção para o problema.


Zero Hora
Postar um comentário