Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Volkswagen Phaeton: nova geração pronta, mas atrasará

Volkswagen AG (Alemanha) optou por atrasar o lançamento da nova geração do modelo topo de linha Phaeton, para melhorar sua lucratividade.


A nova geração do Phaeton está pronta para a produção, mas não será colocado em linha pois custa mais três vezes para ser produzido que um Passat.


O Phaeton, que custa mais de US$ 100 mil dólares nos mercados europeus, é um projeto de estimação do ex-Chairman do Grupo VW, Ferdinand Piech, mas é considerado uma anomalia no line-up da VW - caracterizado por sedãs, hatchs e SUV pragmáticos. Já o Phaeton é fabricado em uma fábrica especialmente feita para ele em Dresden, com técnicos vestindo uniformes brancos e, em alguns casos, até luvas. E é cheio de frescuras no interior, como detalhes em madeira e assentos ajustáveis em 18 direções.

Ocorre que Piech perdeu o cargo depois de uma disputa de poder com o atual CEO da Volkswagen, Martin Winterkorn. Assim, sem seu "padrinho poderoso", o projeto parece estar sendo reavaliado sob uma ótica mais racional, e, segundo analistas, terá sorte se sobreviver.

O apreço de Piech pelo Phaeton era de tal ordem que muitos executivos da VW tiveram suas carreiras encerradas dentro da empresa por se contrapor ao sedã. Wolfgang Bernhard, ex-CEO da VW nos EUA, foi demitido depois de tirar o carro de linha nos EUA, em decorrência da fraca demanda. 

Baixas vendas

O Volkswagen Phaeton foi criado para concorrer com o Mercedes-Benz Classe S e ser capaz de cruzar serenamente a 300 Km/h. De fato, ele faz isso, mas enquanto a Daimler vende mais de 100.000 Classe S por ano, em 2014 foram fabricados cerca de 4.000 Phateon.


O retrabalho no Phaeton é também um sinal que a direção da Volkswagen envia aos mercados que, com o fim da era Piech, o conglomerado se move para uma busca de maior lucratividade.

Postar um comentário