Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

terça-feira, 23 de junho de 2015

Brasileiros se tornam sedentários antes dos 34 anos, aponta pesquisa - No Sul, 39,3% das pessoas não praticam esportes

Brasileiros se tornam sedentários antes dos 34 anos, aponta pesquisa - No Sul, 39,3% das pessoas não praticam esportes

Brasileiros se tornam sedentários antes dos 34 anos, aponta pesquisa Bruno Alencastro/Agencia RBS
Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS
 
 
Quase 90% dos brasileiros que abandonaram esportes e outros exercícios físicos, fizeram isso antes dos 34 anos, segundo dados da Pesquisa Diagnóstico Nacional do Esporte, divulgada nesta segunda-feira pelo Ministério do Esporte, no Rio de Janeiro. Pesquisadores de universidades federais da Bahia, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Goiás, Sergipe e Amazonas participaram do diagnóstico que contou com dados de 2013.

Após o estudo ter verificado que 45% das pessoas que abandonam a sua rotina de atividades se tornaram sedentárias entre os 16 e 24 anos de idade, o ministro do Esporte, George Hilton, destacou que o abandono de exercícios nessa faixa etária tem a ver com o ingresso no mercado de trabalho. Entre os 25 e 34 anos, 18% abandonam a prática. O início do sedentarismo se dá antes dos 15 anos para 26,8% dos que já praticaram esporte ou atividade física e pararam.

O ministro também afirma que o fortalecimento do esporte na escola é a principal forma de combater esse afastamento:

— O desporto escolar tem que ter protagonismo, para que, quando o jovem sair da escola, continue tendo vontade, gana e desejo de praticar esportes — acrescenta.

O esporte mais abandonado pelos brasileiros é também a modalidade preferida: o futebol. Segundo a pesquisa, 59,8% dos que praticam esportes no país jogam futebol, mas 49,8% dos que se tornaram sedentários entraram para esse grupo justamente por "pendurarem as chuteiras". O segundo esporte mais praticado pelos brasileiros é o voleibol, com 9,7% dos praticantes, seguido pela natação (4,9%) e pelo futsal (3,3%).

O estudo mostra que 58,8% das pessoas não praticam esportes afirmam que não têm tempo e dão prioridade a outras coisas, como estudar, trabalhar ou cuidar da família. Outras 11,8% declaram que têm preguiça, desinteresse ou desmotivação, e 9,5% alegam questões de saúde.

Os motivos para o sedentarismo mudam de acordo com as regiões do país. No Sudeste, 41,5% das pessoas sedentárias disseram que têm consciência dos riscos, mas não se esforçam para mudar. No Sul, 22,4% dão a mesma justificativa, enquanto 22,8% afirmam que não gostam de esportes ou atividades físicas e 28,9% dizem não ter tempo. O Centro-Oeste apresenta o maior percentual de pessoas que afirmam ter consciência dos riscos, mas não praticam por falta de condições financeiras (10,2%).

Com índice de 54,4% de pessoas que não praticam esportes, a região Sudeste é a mais sedentária do país. Em segundo lugar está o Centro-Oeste (45,1%) e atrás o Sul (39,3%), o Nordeste (38,5%) e o Norte (37,4%).

— O combate ao sedentarismo vai além da infraestrutura. A prática é cultural e tem que ser vista pela ótica educacional — destaca Hilton.
 
 

Agência Brasil
Postar um comentário