Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

domingo, 15 de novembro de 2015

Na A ou na B, barca do Vasco para 2016 vai zarpar cheia de São Januário. Diretoria evita tratar de assunto em meio à briga contra o rebaixamento, mas saídas vão do artilheiro Rafael Silva a menos votados como goleiro Copetti e lateral Marlon.

Não é só o artilheiro do Vasco na temporada que está de saída de São Januário. Além de Rafael Silva, que trocou de empresário e está perto do futebol mexicano, a barca cruz-maltina para 2016 deve zarpar cheia. A diretoria ainda não comenta sobre contratações e dispensas por conta da indefinição de qual divisão o clube disputará ano que vem, mas alguns nomes em fim de contrato dificilmente permanecerão na Colina e já estão na fila para embarcar.
Do atual elenco, 16 jogadores ficarão livres em dezembro. Nomes consagrados, como do atacante Dagoberto e do lateral-direito Nei; outros pouco conhecidos, como do zagueiro Aislan e do meio-campo Jean Patrick; alguns ex-titulares, como o ala-esquerdo Christiano e o zagueiro Anderson Salles; e até quem sequer estreou pelo clube, casos do lateral-esquerdo Bruno Teles e do defensor João Carlos, de 33 anos, que seria uma opção para renovar caso Luan seja negociado na janela de transferências. Os volantes Lucas e Serginho, emprestados por Friburguense e Atlético-MG, respectivamente, também podem ficar - no caso do atleticano, pode pesar a questão salarial, já que sua remuneração é dividida pelos dois clubes.
Do grupo de jogadores que está emprestado, quatro também terminam seus vínculos com o Vasco no final do ano: o meia Bernardo, que está no Ceará; o lateral-esquerdo Marlon, hoje no Bahia; o goleiro Rafael Copetti, atualmente no Bragantino; e o volante Victor Bolt, que disputou a Série C do Brasileiro pela Portuguesa. Do quarteto, apenas o último deve renovar contrato, mas para ser emprestado de novo, desta vez para o Vila Nova, que subiu para a Segunda Divisão em 2016. Clique e conheça todos os vascaínos que estão em outros clubes e podem voltar.
Mas os casos mais preocupantes são os dos jogadores que têm vínculo até a metade da próxima temporada e a partir de janeiro poderão assinar pré-contratos com qualquer outro clube. Neste cenário estão alguns titulares, casos de Andrezinho, Julio César e Diguinho. Rafael Vaz, apesar de ser reserva, já foi bastante utilizado por Jorginho e é mais um nessa situação. Já Eder Luis, com compromisso até 30 de junho, tem apalavrado uma renovação até 2018 - as conversas foram suspensas durante a recuperação da lesão no joelho direito.
Há ainda casos de jogadores com contratos mais longos, mas que estão fora dos planos de Jorginho e podem ser negociados caso surjam propostas. Como por exemplo o argentino Pablo Guiñazu, de 37 anos e titular do time até o meio do ano - ele tem vínculo até dezembro de 2016; o atacante Thalles, de 20 anos e que enfrentou problemas com a balança ao longo de 2015 - seu compromisso vai até março de 2017; e o volante Sandro Silva, de 31 anos e que vem sendo emprestado nas últimas temporadas, mesmo assim pouco jogou - assinou até fim de 2016.
http://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/2015/11/na-ou-na-b-barca-do-vasco-para-2016-vai-zarpar-cheia-de-sao-januario.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_content=Esporte&utm_campaign=globoesportecom

Postar um comentário