Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

domingo, 24 de maio de 2015

Mercedes erra com Hamilton e entrega vitória de mão beijada para Rosberg



Vitória caiu no colo e Rosberg agradeceu na volta da vitória. 


Fotos AFP


No meio do caminho tinha um safety car… Tinha um safety car no meio do caminho. Lewis Hamilton dominou todo o GP de Mônaco só para entregar de mão beijada com um pitstop que ninguém entendeu no fim da corrida. Nico Rosberg agradeceu o favor, assumiu a ponta e controlou as últimas voltas como quis para vencer pela terceira vez seguida no Principado. Presepada da Mercedes que acendeu a briga pelo campeonato e ainda entregou o segundo lugar para a Ferrari de Sebastian Vettel. Carrancudo, Hamilton cruzou em terceiro. O safety car ajudou a incendiar a corrida que foi morna até então. A largada foi o principal momento de disputas, com Felipe Massa arriscando por fora e colidindo com a roda de Nico Hulkenberg, caindo para a última colocação com a corrida comprometida. Fernando Alonso largou muito bem e passou Hulk na marra para ser 11º, mas acabou tocando no alemão, que beijou o muro. Alonso foi punido com cinco segundos nos boxes, mas pouca diferença faria no resultado final da sua corrida.


Felipe Nasr teve regularidade perfeita e somou mais pontinhos com a Sauber



Lá na frente, Hamilton abriu vantagem com facilidade e liderou quase todas as voltas, mesmo durante as primeiras paradas de box. Quem perdeu muito foi o jovem Max Verstappen que de oitavo foi empurrado para o meio do pelotão. Enquanto isso, o brasileiro Felipe Nasr fez boa largada e mantinha um ritmo regular em 12º, que renderia bons frutos no fim da corrida.


As McLaren vinham numa prova positiva, com a oitava e a nona colocações, para os primeiros pontos. Acabou sendo apenas oitava, pois Alonso manteve a zica da temporada e parou com problemas eletrônicos no propulsor Honda. Bom para Nasr que entrou na zona de pontuação. Mais atrás, Verstappen voltou com pneus super macios novos e adotou uma tática genial após perder muitas posições. Colou em Sebastian Vettel, uma volta à frente, e começou a se aproveitar das bandeiras azuis para fazer ultrapassagens, seguindo o líder. Ganhou de Valtteri Bottas e do colega Carlos Sainz Júnior, ambos na volta 58. Tentou aplicar em Grosjean o mesmo truque, mas aí falou alto a experiência do piloto da Lotus. O francês deixou Vettel passar na Loews, mas fechou a porta em seguida. Na sequência de voltas, o filho do velho Jos encarnou o espírito do pai e exagerou na dose. Na reta principal, tentou colocar por dentro onde não dava, voou por cima da roda e bateu de frente na Saint Devote, obrigando a entrada do safety car fatídico.


Mudou toda a história da corrida. Sem explicação imediata, Hamilton jogou fora a liderança e foi para os boxes. Quem agradeceu foi o colega Nico Rosberg, amplamente dominado durante toda a corrida. Vettel também se aproveitou para avançar a segundo. Hamilton voltou furioso na tentativa de passar Vettel, enquanto Rosberg disparou na frente. Tentou durante três voltas sem conseguir espaço e meio que desistiu. Daniel Ricciardo passou Kimi Raikkonen na marra, incrivelmente sem tomar punição ao tocar no finlandês e foi para cima de Hamilton com pneus novos. Não conseguiu antes da bandeirada e acabou devolvendo a posição para o colega Danil Kvyat, que deixou passar anteriormente com pneus mais velhos. Com isso, a Red Bull cruzou em quarto e quinto, com Raikkonen azedo em sexto. O sétimo foi o discreto, mas excelente, Sérgio Perez, com sua Force India sem atualizações. Jenson Button conseguiu comemorar os primeiros pontos da McLaren-Honda desde o GP da Austrália de 1992, enquanto Nasr fechou numa excelente nona colocação, com Carlos Sainz salvando um pontinho para a Toro Rosso. Na chegada para o pódio, Hamilton mostrou toda sua frustração. Bateu na placa decorativa do terceiro lugar com seu carro e desceu vagarosamente do cockpit. Participou da cerimônia de pódio com cara fechada e nem fez festa com champanhe, realmente transtornado. A briga pelo campeonato disparou, com dez pontos separando ele de Rosberg.


Confira o resultado e classificação do campeonato



1 Nico Rosberg Mercedes 78 1h49m18.420s
2 Sebastian Vettel Ferrari 78 -8’01.379
3 Lewis Hamilton Mercedes 78 -7’59.812
4 Daniil Kvyat Red Bull/Renault 78 -7’53.900
5 Daniel Ricciardo Red Bull/Renault 78 -7’52.257
6 Kimi Raikkonen Ferrari 78 -7’51.519
7 Sergio Perez Force India/Mercedes 78 -7’50.852
8 Jenson Button McLaren/Honda 78 -7’49.802
9 Felipe Nasr Sauber/Ferrari 78 -7’42.245
10 Carlos Sainz Toro Rosso/Renault 78 -7’40.809
11 Nico Hulkenberg Force India/Mercedes 78 -7’39.633
12 Romain Grosjean Lotus/Mercedes 78 -7’37.450
13 Marcus Ericsson Sauber/Ferrari 78 -7’34.706
14 Valtteri Bottas Williams/Mercedes 78 -7’20.076
15 Felipe Massa Williams/Mercedes 77 1 volta
16 Roberto Merhi Marussia/Ferrari 76 2 voltas
17 Will Stevens Marussia/Ferrari 76 2 voltas
- Max Verstappen Toro Rosso/Renault 62 batida
- Fernando Alonso McLaren/Honda 41 câmbio
- Pastor Maldonado Lotus/Mercedes 5 freios 


Campeonato
Pos
Pontos

1 Lewis Hamilton 126
2 Nico Rosberg 116
3 Sebastian Vettel 98
4 Kimi Raikkonen 60
5 Valtteri Bottas 42
6 Felipe Massa 39
7 Daniel Ricciardo 35
8 Daniil Kvyat 17
9 Felipe Nasr 16
10 Romain Grosjean 16
11 Sergio Perez 11
12 Carlos Sainz 9
13 Nico Hulkenberg 6
14 Max Verstappen 6
15 Marcus Ericsson 5
16 Jenson Button 4
17 Fernando Alonso 0
18 Roberto Merhi 0
19 Will Stevens 0
20 Pastor Maldonado 0 


Pos
Pontos


1 Mercedes 242
2 Ferrari 158
3 Williams/Mercedes 81
4 Red Bull/Renault 52
5 Sauber/Ferrari 21
6 Force India/Mercedes 17
7 Lotus/Mercedes 16
8 Toro Rosso/Renault 15
9 McLaren/Honda 4
10 Marussia/Ferrari 0



Sem posts relacionados.


Correio do Povo
Postar um comentário