Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

domingo, 7 de junho de 2015

Ataque funciona sem Neymar, e Brasil bate México em amistoso

Jogar sem Neymar tem sido uma preocupação para a Seleção em tempos recentes - vide as duas derrotas pesadas na última Copa do Mundo sem a principal estrela do Brasil. Mas neste domingo, no Allianz Parque, a equipe verde-amarela manteve os 100% de aproveitamento sob o comando de Dunga ao vencer o México por 2 a 0, mesmo sem a presença do capitão e camisa 10 em campo. E o melhor é que o ataque funcionou: Philippe Coutinho e Diego Tardelli fizeram os gols após boas trocas de passe na frente.



Philippe Coutinho comemora o primeiro gol brasileiro

Foto: Heuler Andrey / Mowa Press 


Após vencer a Liga dos Campeões com o Barcelona no último sábado, Neymar chega ao Brasil nesta segunda-feira para se juntar ao grupo da Seleção que se prepara para a Copa América. A presença do atacante ainda é incerta para o amistoso da próxima quarta, no Beira-Rio, contra Honduras. Diante do México, quem ocupou a função de Neymar, solto na frente, foi Coutinho, atuando logo atrás de Diego Tardelli - e os dois foram às redes, para alegria de Dunga, que conquistou sua nona vitória em nove jogos desde o retorno à Seleção. 



Diego Tardelli atuou como centroavante móvel e deixou seu gol 

Foto: Leo Correa / Mowa Press

O Brasil teve um início nervoso no Allianz Parque. Errando muitos passes, sofrendo para sair jogando diante da marcação adiantada do México e incomodando pouco o goleiro Corona, a Seleção chegou a ouvir vaias do público paulista no primeiro tempo. Os ânimos só se acalmaram aos 27min, quando Coutinho fez bela jogada individual pela esquerda e finalizou sem ângulo para abrir o placar. 

Sem Neymar, David Luiz foi o capitão da Seleção 

Foto: Heuler Andrey / Mowa Press


Com o México afrouxando a marcação cada vez mais, o Brasil cresceu na partida e ampliou ainda antes do intervalo, após jogada de Elias que terminou com gol de Diego Tardelli. Sem centroavante fixo e sem seu principal craque, a Seleção de Dunga apostou como nunca em jogadas coletivas, com muita movimentação do quarteto ofensivo e chegadas de trás dos volantes e laterais. 





Aberto no meio-campo, Fred foi a surpresa de Dunga no time titular 

Foto: Miguel Schincariol / AFP


O segundo tempo, porém, viu o jogo cair bastante de produção. A partida chegou a ser monótona em vários momentos, e o banco de reservas do Brasil só se levantou após uma entrada violenta do veterano zagueiro Rafa Márquez em cima de Willian, que rendeu cartão amarelo para o capitão mexicano. Dunga testou nomes como o lateral Fabinho e os meias Éverton Ribeiro e Felipe Anderson (que não está convocado para a Copa América), mas o Brasil não ampliou o marcador até o apito final. 





Os gols do jogo 




27min do primeiro tempo - Brasil 1 x 0 México 

Philippe Coutinho recebeu de Filipe Luís na esquerda, deu lindo drible de corpo no zagueiro e bateu sem ângulo, entre o goleiro e a trave. 



36min do primeiro tempo - Brasil 2 x 0 México 

Elias se projetou na área e recebeu de Willian. Na cara do gol, o volante esperou a passagem de Diego Tardelli e serviu o atacante, que só completou para o gol vazio. 


Terra
Postar um comentário