Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

sábado, 13 de junho de 2015

POLÍCIA CIVIL IDENTIFICA ASSALTANTES QUE AGIAM NA REGIÃO

POLÍCIA CIVIL IDENTIFICA ASSALTANTES QUE AGIAM NA REGIÃO

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, identificou e desarticulou esta semana uma quadrilha envolvida em 12 roubos e um furto na região do Vale do Itajaí.
MUITOS CRIMES

Em pouco tempo a quadrilha roubou e furtou vários comércios da região, em março deste ano. Em Balneário Camboriú, Gilliard Cardoso, 19 anos, Jackson Otoniel Bandeira, 19 anos, Kelvyn Giglio Mathias, 21 anos, Alessandro Antunes Boeira, 18 anos, Miguel Moura de Brito, 23 anos, Jailson Schaefer dos Santos, 18 anos e dois adolescentes de 16 e 17 anos assaltaram uma padaria localizada na Rua Doralice Linhares, no Bairro Nova Esperança, e furtaram uma lanchonete da Avenida Brasil, no Centro da cidade.

Em Camboriú eles são suspeitos de assaltar uma farmácia que fica na Avenida José Francisco Bernardes, no Bairro Areias e teriam roubado uma panificadora da Rua Rio Amazonas, Bairro Rio Pequeno.

Já em Itajaí, a quadrilha foi identificada como autora de um roubo de motocicleta, onde a vítima teve sua moto tomada na Avenida Paulo Contidio da Silva, no Bairro Espinheiros. O bando também participou do assalto contra uma pizzaria da Rua Manoel Francisco Coelho, no Bairro São Vicente.

Além destes crimes, os integrantes da quadrilha foram os autores de outros seis roubos. A Polícia Civil ainda está ouvindo testemunhas, mas alguns dos integrantes do bando já confessaram a autoria.
INVESTIGAÇÕES

Parte do grupo criminoso já havia sido preso em março deste ano, quando policiais militares prenderam quatro homens, encontrados com veículos roubados em uma residência da Rua Irineu Jacques, no Bairro São Judas Tadeu, em Balneário.

Desde março os policiais da DIC investigam o caso, resultando na identificação da quadrilha, com o auxílio de depoimento das vítimas e o interrogatório dos investigados. Com os indícios levantados, a justiça decretou pela prisão preventiva dos envolvidos e a busca e apreensão nas residências destes.



Fonte: Página 3 / Foto: DIC/Divulgação
Postar um comentário