Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

domingo, 8 de maio de 2016

CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis ).

CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis )

CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis )

Herbácea rizomatosa.

NOME CIENTÍFICOCostus spiralis.

Nota: No Brasil a maioria das espécies nativas está na Amazônia, somente duas são encontradas na Mata Atlântica a Costus spiralis e Costus arabicus.

NOME POPULAR: cana-de-macaco, cana-do-brejo, caatinga, cana-branca, jacuanga, cana-do-mato, ubacayá, ubacaia, paco-caatinga, periná.

SINONÍMIACostus cylindricus, Alpinia spiralis.

NOTA: A espécie Costus speciosus tem bastante semelhança com a desta postagem.

FAMÍLIA: Costaceae.

Nota: Trabalhos mais antigos em filogenia reconheciam este gênero desta família entre as Zingiberaceae, a diferença principal é pelo crescimento espiral de suas hastes.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: América do Sul.

PORTE: De 0,50 a 2,0 metros de altura.

FOLHAS: De coloração verde-escura, espessas, brilhantes, dispostas em espiral e com nervuras centrais bem definidas na face inferior.
 
CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis ) - Folhas
FLORES: Praticamente o ano inteiro, não emite odor, mas tem bastante néctar o que atrai beija-flor e insetos polinizadores. As inflorescências são terminais, formada por brácteas vermelhas ou verdes e com flores na coloração branca, rosa ou vermelha.

CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis ) - Inflorescência
CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis ) - Inflorescência
CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis ) - Inflorescência

TRONCO: As hastes são semelhantes a cana, os ramos tem com pouca ramificação e formação tortuosa.
 
CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis ) - Inflorescência - Caule
LUMINOSIDADE: Meia sombra, sol pleno.

ÁGUA: Gosta de solo mantido sempre úmido; na ausência de chuvas deve ser regada três vezes por semana de forma a manter o solo sempre úmido mas não encharcado.

CLIMA: Aprecia clima quente e úmido, não tolera frio intenso.

PODA: Hastes secas podem ser cortadas e a expansão da touceira pode ser contida.

CULTIVO: Gosta de solo rico em matéria orgânica. Sugestão de substrato: 01 parte de terra comum de jardim, 01 parte de terra vegetal e 02 partes de composto orgânico.

Nota: Para ter um bom desenvolvimento precisam de calor, umidade e solo sempre úmido.

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião da preparação do local onde vai ser plantado, misturar bem ao solo esterco animal sempre muito bem curtido ou composto orgânico. Após um ano aplicar NPK, fórmula 04-14-08 cerca de 1 a 3 colheres de sopa sempre ao redor do caule, nunca junto a ele.

UTILIZAÇÃO: Fica muito bonita em canteiros de forma isolada, em grupos e fazendo composição com outras plantas tropicais

CANA-DE-MACACO, CANA-DO-BREJO, CAATINGA - ( Costus spiralis ) -  Utilização
PROPAGAÇÃO: Por divisão de touceiras, estaquia e sementes.

PLANTA MEDICINAL: Tem efeito anti-inflamatório, suas folhas e rizomas são utilizados principalmente no tratamento de inflamações na bexiga, rim e uretra.

Nota: A utilização de plantas medicinais de forma errada podem ocasionar efeitos contrários aos buscados para cura.

FOTOS DESTA POSTAGEM: As imagens desta postagem foram enviadas pelos amigos Vera da Matta Costa e Marco Antonio Mondini.

http://plantas-ornamentais.blogspot.com.br/
Postar um comentário