Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

terça-feira, 8 de setembro de 2015

As Principais Raças de Equinos no Brasil




Disciplina Agrozootecnia


Prof.: Msc. Marcel Hastenpflug


Trabalho de grupo Raças de Eqüinos


Grupo l Ana Paula Santana Dênis A. Nascimento Diego Vera Barbosa Lucy Kely Farias Machado


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Lista


Lavradeira


Mangalarga


Mangalarga Marchador


Pura Raça Espanhola


Marajoara Paint Horse Mini Horse


Pampa


Pantaneira


Piquira Pônei Brasileiro


Puro Sangue Inglês


Puro Sangue Lusitano


Puruca


Quarto de Milha


Trotador


Clydesdale Percheron


Shire Suffolk


Anglo Árabe


Andaluz Apaloosa


Árabe


Brasileira de Hipismo


Bretão


Campeiro Campolina Crioulo


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Anglo Árabe


Os criadores europeus, sobretudo ingleses, franceses e poloneses, decidiram dar nova infusão de sangue Árabe no PSI para torná-lo mais resistente para esportes amadores, como o salto, além de reduzir o temperamento nervoso do PSI.




Esperava-se que herdasse características como solidez e disposição do árabe e ao mesmo tempo, velocidade e versatilidade do PSI.


Suas qualidades físicas e mentais fazem dele um atleta completo, É resultante da cruza de um animal


Árabe com um Puro Sangue Inglês, esse cruzamento ocorreu inicialmente em Limousin, sudeste da França.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Anglo Árabe


Origem: França


Tipo: sela, esportivo


No Brasil desde 1920




As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Andaluz


É um animal dócil prestando-se para o adestramento, pois aprende com facilidade, sendo utilizado para passeios, enduro, trabalhos com o gado e hipismo rural.


É utilizado para touradas na Espanha. Devido a sua extrema inteligência, é um ótimo animal também para sela., Desenvolvido no Brasil através de Reprodutores


Puro Sangue Lusitanos e Espanhóis.


Fogoso, porém dócil, e tendo grande facilidade para o aprendizado, presta-se para o adestramento, passeios, enduro, hipismo rural e trabalhos com o gado.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Andaluz




É de movimentos ágeis e elevados, e de grande predisposição para a reunião.




Nobre e dócil, com temperamento muito vivo.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Apaloosa




Mas foram efetivamente os índios que se interessaram por esse tipo de cavalo. O Appaloosa moderno é um reprodutor, mas também é usado em competições como: corridas, rédeas e saltos. Ele pode ser considerado um grande atleta, mas serve muito bem às crianças para montaria devido ao posicionamento de sua cabeça, que é baixa; sua índole e inteligência.


Os espanhóis introduziram esses cavalos na


América do Norte quando exploraram o continente Americano.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Apaloosa


Origem: EUA Tipo: sela, esportivo No Brasil desde a década de 70


Curto da cernelha ao lombo, o que lhe confere dinamismo nos movimentos Boa visão periférica


(Parte 2 de 4)




Excelente comando de rédeas em função da anatomia da cabeça e do pescoço


Cascos de tamanho médio, afastados e aprumados, olhos grandes e afastados devido a fronte ampla do animal.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Árabe


É uma das mais puras e antigas raças do mundo, entrando na formação de quase todas as raças atuais. A origem é dos países árabes, sendo levado para a Europa, de onde difundiu-se por todo o mundo. São muito bons em esportes hípicos de salto e adestramento. Hipismo rural, enduro e trabalhos com gado.




Os espanhóis introduziram esses cavalos na América do Norte quando exploraram o continente Americano.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil


Árabe


As modernas raças de cavalos que conhecemos são frutos de seleção recente, cada qual tentando se especializar em uma área especifica, esporte, trabalho ou lazer.


O puro sangue árabe é o único cavalo que reúne em suas características a possibilidade de realizar bem todas essas funções.






Selecionada no deserto da


Península Arábica, entre o mar Vermelho e o Golfo Pérsico, por onde vagavam algumas tribos nômades; a quem se deve a pureza sanguínea na seleção do cavalo árabe.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil


Árabe




Características: Cavalo com altura média de 1.50m, podendo atualmente chegar até 1.58m, possui cabeça de forma triangular com perfil côncavo, orelhas pequenas, olhos grandes arredondados e muito salientes, narinas dilatadas, ganachos arredondados, boca pequena, pescoço alto e curvilíneo em sua linha superior, peito amplo, tórax amplo, dorso e lombo médios, garupa horizontal e saída de cauda alta que permanece elevada durante o movimento. Seu trote e galope são rasteiros, amplos e cadenciados, com muito garbo, tendo temperamento muito vivo e grande resistência. As pelagens básicas são alazã, castanha, tordilha e preta.


Aptidões: Pelas suas características são aptos aos esportes hípicos de salto e adestramento em categorias intermediárias, hipismo rural, enduro e trabalhos agropecuários. Origem: Península Arábica Tipo: sela, esportivo No Brasil desde a década de 20


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Brasileira de Hipismo




É formada no Brasil com as mais importantes linhagens européias de cavalos de salto e adestramento, tais como Hanoverana, Holsteiner, Oldenburger, Trakehner, Westfalen e Sela Francesa, através de cruzamento entre si ou com magníficos exemplares Puro Sangue Inglês da América do Sul.


Suas características o tornam apto para quaisquer modalidades de salto, adestramento, concurso completo de equitação, enduro, hipismo rural ou até mesmo atrelagem.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Brasileira de Hipismo


Características: cavalo leve, ágil e de grande porte; com altura superior a 1.65m.; perímetro torácico de 1.90m. e perímetro de canela de 21cm.; cabeça média de perfil reto ou subconvexo; pescoço médio bem destacado do peito e espáduas; cernelha destacada; dorso bem






ligado ao lombo e a garupa; membros fortes e andamentos briosos, relativamente elevados e extensos. Possuem excelente mecânica de salto, coragem, inteligência e elegância nos movimentos. São admitidas todas as pelagens.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Bretão


Origem na Bretanha, região francesa. Possuem duas variedades, com 500 – 600 kg e 155 – 160 cm de altura, e até 900 kg e 165 cm de altura. Cabeça relativamente pequena e fina. Orelhas pequenas e baixas, olhos grandes e vivos e as narinas dilatadas.


Pescoço curto e musculoso sem excesso e crinas grossas.




Uma das raças preferidas dos pequenos e médios produtores, é muito usada para puxar implementos e carroças.


As fêmeas são boas produtoras de leite.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Bretão






Fêmeas = 650 kg Machos = 850 kg




Origem: Bretanha, região francesa Tipo; sela, tração, leite, corte No Brasil desde 1927


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil


Campeiro


Raça brasileira, originou-se de seleção natural nos campos nativos de Santa Catarina, isso devido os animais extraviados em expedições de Alvar Nuñes (Cabeza de Vaca), em 1541.


O campeiro é utilizado para serviços de campo, cavalgada e esportes




Tem pescoço longo, o que lhe confere habilidade em curvas e rodopios. Origem: Brasil Tipo: sela, esporte e tração leve No Brasil desde: a raça foi instituída em 1985.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Campeiro




As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Campolina




Raça desenvolvida em Minas Gerais por Cassiano Campolina. É ideal para passeio, lida com o gado, enduro ou tração. Mostram uma aparência altiva, com linhas finas e bem harmoniosas, não deixando de possuir constituição forte e vigorosa.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Campolina


Cruzado a partir do garanhão Monarca, filho de uma égua cruzada com o garanhão Puro Sangue Andaluz-Lusitano da Coudelaria Real de Alter, pertencente ao criatório de D. Pedro I.




Os descendentes de


Monarca sofreram a infusão de sangue Percherão, Orloff e Oldenburguer e mais tarde do Mangalarga Marchador e Puro Sangue Inglês.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Campolina


Origem: Brasil, 1951


Tipo; sela, serviço e lazer






As Principais Raças de Eqüinos no Brasil


Crioulo


Descende dos cavalos trazidos pelos Espanhóis e portugueses durante o século XVI, possuem 500 anos de seleção natural. A mais rústica das raças eqüinas criadas no Brasil, tem sua evolução ligada ao trabalho com o gado, em que o Cavalo Crioulo é imbatível.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Crioulo


Trata-se de excepcional cavalo de lida, potente, dócil, com incrível capacidade de trabalho e resistência a condições adversas. Nos dias atuais, está sendo descoberto pelos praticantes do hipismo rural, com crescente sucesso esportivo.


É educado num galope especial, curto, porém continuado, que permite fazer muitos quilômetros por dia. Seu andamento natural é o trote e o passo, num caminhar baixo, de acordo com os terrenos planos do sul.


(Parte 3 de 4)




Cavalo de pequeno porte, com altura média de 1.45m., muito forte e musculado, porém ágil e rápido em seus movimentos.




Os animais soltos foram se adaptando ao longo de 200 anos às adversidades da região, como clima, excesso e déficit hídrico, baixo valor nutritivo das pastagens, pragas, doenças e longas caminhadas a procura de pastos. Essas peculiaridades da região formaram a raça Lavradeira.


Os lavradeiros tem esse nome por se encontrarem nas regiões de savana de Roraima. São possivelmente resultados de raças como Andaluz, Lusitana e Berbere.


Características: animais de porte médio, são resistentes, adaptáveis a climas quentes e de excesso de água, já que passam até 4 meses com os cascos submersos, são resistentes a AIE.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Lavradeira


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil


Mangalarga


Raça formada no


Brasil com o cruzamento de um cavalo de origem andaluza, da Coudelaria Real de Alter, trazido por D. João VI e presenteado ao Barão de Alfenas, Gabriel Francisco Junqueira, cruzado com éguas nacionais também de origem ibérica, trazidas pelos colonizadores.




Desses cruzamentos surgiram produtos de andamentos cômodos de marcha batida, porém tendo grande resistência e rusticidade, que foram chamados de Mangalarga.


Trazidos para São Paulo, sofreram infusões de sangue Árabe, Anglo-árabe,


Puro Sangue Inglês e American Sadle Horse, que imprimiram aos novos produtos a “marcha trotada”, e, foi por essa característica que a raça Mangalarga dividiu-se em duas: Mangalarga em São Paulo e Mangalarga Marchador em Minas Gerais.




A pelagem predominante é a alazã e castanha, sendo porém admitidas todas as outras.




Origem: Brasil, 1812 Tipo: passeio; enduro; esportes e trabalhos com o gado.


Cavalo de altura média de 1.55m.; cabeça de perfil reto ou subconvexo; olhos grandes; orelhas médias; pescoço de comprimento médio, musculoso; cernelha não muito destacada; dorso não muito curto; garupa semi obliqua; membros fortes; canelas curtas e quartelas com mediana inclinação que lhe permitem uma marcha trotada.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Mangalarga


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Mangalarga Marchador


A partir de uma origem em comum com o Mangalarga Paulista, o Marchador tem sido selecionado por criadores do Sul de Minas que em discordância aos criadores paulistas tinham preferência pela marcha picada. Andadura macia e confortável para o cavaleiro.




A sua maior característica continua sendo a marcha picada. É um animal totalmente direcionado para percorrer fazendas e realizar pequenas viagens por caminhos acidentados e montanhosos.


São animais sempre alertas e de atitude ágil; tem inteligência e docilidade associadas fazendo destes animais uma fácil montaria


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Mangalarga Marchador




Origem: Brasil, 1812 Tipo: passeio; enduro; esportes e trabalhos com o gado.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Pura Raça Espanhola


Análogo ao berbere do norte da África. É o mais antigo cavalo de sela conhecido na civilização ocidental e o mais importante na história eqüestre do mundo civilizado, sendo considerado como rei dos cavalos do mundo ocidental, pois entrou na formação das principais raças modernas,




Foi conhecido como Cavalo Andaluz depois da invasão dos mouros e posteriormente registrado no Stud Book espanhol como Pura Raça Espanhola.


Possui altura média de 1,60m.; caráter nobre e dócil; temperamento fogoso e alegre tendo muita facilidade para o aprendizado. Seus movimentos são ágeis, elevados, extensos e enérgicos, porém suaves, tendo grande poder de reunião.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Pura Raça Espanhola




Suas qualidades o tornam apto a quaisquer modalidades hípicas, principalmente para o adestramento, onde executam quaisquer movimentos de “alta escola” com grande elegância e beleza, sendo também imbatíveis na lida com os touros bravos.


Raça típica do sul da Península Ibérica


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Marajoara




Esses animais se adaptaram ao clima úmido e seco da ilha de Marajó-PA, vivendo sob uma condição semi-selvagem, passando por uma seleção natural de 200 anos.


A proliferação foi tanta, que houve uma população de mais de um milhão de eqüinos no século 18.


Animal descendente de reses lusitanas trazidas de Cabo Verde, provavelmente com sangue da raça árabe e Andaluz.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Marajoara


Origem: Brasil, 1800 Tipo: serviço






As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Paint Horse




A raça foi descartada por muitos criadores por ser pintada, hoje, essa mesma característica da o nome ao Paint Horse, que já é o primeiro em preço e o terceiro em criatório nos EUA.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Paint Horse






É uma raça direcionada para o contraste de cor. Pode acontecer em qualquer raça ou conformação específica. Porém, a Paint Horse Association da América não aceita cavalos provenientes do Appaloosa. É criado para qualquer cor. Paints podem ser de uma variedade de raças, desde um animal Puro Sangue até Miniaturas.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Mini Horse


Mini Horse é uma raça de tripla aptidão. Serve tanto para sela como para tração ou, simplesmente, como animal de estimação.




Suas principais peculiaridades são: pequenos espaços para mantê-lo, baixo custo de criação, resistência e rusticidade.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Mini Horse


É um animal de musculatura bem estruturada e compatível ao tamanho, equilíbrio, leveza e elegância.


Características: h/ac = maximo 98 cm (fêmeas) e machos 93 cm, Origem: Pônei não é uma raça, mas a identificação de animais eqüinos de pequeno porte. O Mini Horse é resultado do cruzamento das raças Shetland (escócia), Pônei Brasileira (Brasil) e Miniature Horse (EUA).


Tipo: Existem mais de cem raças de pôneis em todo o mundo, algumas tipo apenas para estimação, outras tipo tração leve. A mini Horse é de tripla aptidão. No Brasil desde: 2002, oficialmente


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Pampa


Acreditase que a Pampa seja derivado de animais Berbere, que misturado com a edafobiodiversidade de do território brasileiro na região de Pernambuco, lhe conferiu em uma evolução natural sua marcha característica, que o qualifica como ideal para lazer, turismo eqüestre etc.




As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Pampa


Essa é uma raça cujo o nome define sua pelagem, não existe Pampa com menos de 75% da pelagem com cores diferentes.


(Parte 4 de 4)


Origem: Brasil


Tipo: Sela, lazer


No Brasil desde: 1993, oficialmente


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Pantaneira




As Principais Raças de Eqüinos no Brasil


Pantaneira




Já foi chamado de poconeano, Mimoseano e Bahiano A Pantaneira é resultado de quase 400 anos de seleção natural. Provém de cavalos berbere e ibéricos trazidos no século 16 pelos primeiros colonizadores, que com cruzamentos selvagens com animais provenientes do sul, trazidos por conquistadores espanhóis, deram origem ao Pantaneiro, que viveu livre durante alguns séculos.


Origem: Brasil Tipo: Sela, lazer, serviço No Brasil desde: 1972, oficialmente


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil


Pantaneira


Caracteriza-se por uma boa capacidade pulmonar, frente ampla e grande rusticidade. Seus fortes cascos não apresentam qualquer doença, mesmo ficando em local úmido por longos períodos de tempo. É encontrado na região do Pantanal brasileiro.




A raça é bem adaptada às condições de inundação temporárias que são achadas na região do Pantanal. É normalmente resistente à Anemia Infecciosa Eqüina, o que o torna preferido nas regiões pantaneiras.


Tem ossos fortes, é rústico, dócil, cômodo, funcional. O fato de ter se desenvolvido em condições selvagens do pantanal, o torna um animal atento e perspicaz.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Piquira


Do sul de Minas Gerais, essa raça é derivada de cruzamentos entre a Pônei


Brasileira com raças introduzidas durante a colonização do Brasil, os grupos resultantes desses cruzes, foi selecionado naturalmente pelos fatores adafoclimaticos do sul de Minas Gerais.


Tem habilidade em terrenos acidentados, pedregosos, cerrados e capoeiras. Características: Animal eumetrico, raro ultrapassar 1,28 m de AC, tem linhas harmoniosas, pele fina, pelos finos.


Origem: Brasil Tipo: Sela, lazer, serviços No Brasil desde: 1970, oficialmente


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Pônei Brasileiro




Descendente dos Shetland da Escócia e do Falabella da Argentina, alem de influencia de animais oriundos do Paraguai e Uruguai. Hoje, com padrão racial definido, sua ac não pode ser maior do que 100 cm.


É um animal de estatura lapidada, crinas fartas e sedosas, tronco forte, compacto com dorso/lombo curto, é eumétrico, ágil, de bom temperamento.


Origem: Brasil Tipo: Sela, lazer, tração leve


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Puro Sangue Inglês


Raça obtida pelo cruzamento de garanhões orientais, sendo considerada uma das melhores que entrou na formação das raças modernas de cavalos de esporte.




Presta-se para todos os tipos de corridas, adestramento e concurso completo de equitação.


O puro sangue inglês é considerado o cavalo mais veloz do mundo, constituindo a base de uma grande indústria multinacional de criação e de corridas, incluindo apostas.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Puro Sangue Inglês






Além de ser uma raça essencial na produção de cavalos de corrida, serviu como ingrediente elementar na formação de muitas outras raças de eqüinos.


O objetivo da seleção do Puro Sangue Inglês era o de obter cavalos de corridas para grandes percursos. É considerada uma das raças melhoradoras e que entrou na formação das principais raças modernas de cavalos de esporte.


Para ser aceito como PSI, é necessário oito gerações de animais PSI. Aptidões: Corridas planas ou com obstáculos, salto, adestramento e Concurso


Completo de Equitação. No Brasil desde 1871


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Puro Sangue Inglês


Cavalos de muita finura, beleza e grande classe, com altura média de 1.60m, linda cabeça, perfil reto ou levemente ondulado, fronte ampla, olhos grandes, narinas elípticas e dilatadas, orelhas médias, pele fina, cernelha destacada e musculosa, dorso reto comprido e lombo curto, garupa inclinada, peito estreito e tórax profundo. espádua inclinada, membros fortes, joelhos baixos e canelas curtas.




Pelagem de preferência uniforme, castanha, alazã ou tordilha.


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil


Puro Sangue Lusitano


Raça típica das planícies quentes e secas do sudoeste da Península Ibérica. É o mais antigo cavalo de sela do mundo, tendo sido conhecido como Bético-lusitano, Andaluz e finalmente, a partir de 1967, por Lusitano, com a fundação do Stud Book da Raça Lusitana, posteriormente passou a chamar-se Puro Sangue Lusitano.


Aptidões: é um cavalo versátil cuja docilidade, agilidade e coragem lhe permitem atualmente competir em quase todas as modalidades do moderno desporto eqüestre: adestramento, alta escola, salto, enduro e tração ligeira, sendo no entanto imbatíveis no toureio eqüestre. No Brasil desde 1970


As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Puro Sangue Lusitano


Sua pelagem predominante é a tordilha seguida da castanha, sendo admitidas a baia, alazã e a preta. sua seleção de milhares de anos lhe garante uma grande afinidade com os ginetes, muito superior a quaisquer raças modernas.




As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Puro Sangue Lusitano


Características: altura média de 1.60m; cabeça com perfil subconvexo; orelhas médias e muito atentas; pescoço arredondado em sua linha superior; garupa arredondada; movimentos ágeis, elevados, briosos e extensos e com grande facilidade para a reunião.




As Principais Raças de Eqüinos no Brasil Quarto de Milha


Sua seleção foi direcionada para produzir animais de trabalho e lida com o gado, tornando-o imbatível para a condução do gado e captura de reses desgarradas, graças à sua velocidade em curtas distâncias.




Selecionada nos Estados Unidos da América, a partir dos cavalos selvagens


"Mustangs" de origem berbere e árabe, introduzidos na América pelos colonizadores espanhóis.


A partir de 1611, com a chegada de algumas éguas vindas da Inglaterra, cruzadas com os garanhões "Mustangs", deu como resultado animais compactos, extremamente dóceis, muito musculosos e capazes de percorrerem pequenas distâncias com mais rapidez que quaisquer outras raças.


http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfTEoAC/as-principais-racas-equinos-no-brasil
Postar um comentário