Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Alexandre Garcia: ‘Por que não igualar o salário dos professores ao dos vereadores?

ALEXANDRE GARCIA
Na edição do Bom Dia Brasil desta quarta-feira, 05, Alexandre Garcia voltou a questionar uma melhor valorização para os professores do Brasil. Nesta edição, o apresentador propôs igualar o salário dos professores ao dos vereadores ou deputados, ou melhor ainda, igualar o salário dos vereadores ao dos professores.
Na oportunidade, Alexandre comentou sobre o que acontece em Jacarezinho-PR, onde um vereador ganha o equivalente aos salários de dez professores municipais. Será que um vereador diante disso pode falar em justiça social? E continua questionando: – É bom lembrar que a Constituição estabelece o máximo que pode ganhar um vereador como subsídio: de 40 a 75% do deputado estadual, dependendo do tamanho do município, mas não estabelece o mínimo. Não faz muito tempo que vereador de município como Jacarezinho, por exemplo, nada recebia em dinheiro, a não ser a honra de servir seus conterrâneos.
Mas fica ilimitada a tal verba de gabinete, que na Câmara de São Paulo chega a R$ 130 mil por mês, por vereador. E 70% dos assalariados brasileiros precisariam trabalhar 20 anos para pagar imposto suficiente para sustentar o gabinete de um vereador de São Paulo por um mês.
Dá para um vereador falar em justiça social? Vereador é servidor do seu povo, para representar o eleitor e fiscalizar o prefeito. Vereador é mandatário, o mandante é o eleitor e contribuinte.
Agora eu faço uma pergunta prática: além dessas manifestações, mostrando que as pessoas não estão sendo omissas, será que as urnas do ano que vem vão conseguir filtrar, separar os bons dos ruins?
E, principalmente, será que os partidos vão oferecer candidatos em que a gente possa votar sem erro?
Mas não depende só do voto do cidadão. Isso é muito importante. Depende de uma mudança do sistema político, de financiamento para não se arranjar todo esse esquema, toda essa engrenagem que sangra os cofres públicos e que é um assalto ao bolso de todo mundo que trabalha de verdade no país, como professores, médicos e outros mais.

EDUCAÇÃO S/A
Postar um comentário