Quanto pagamos de Imposto:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog:  NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER -- JORNAL PONTO COM **

PENSE NISSO:

PENSE NISSO:

domingo, 20 de setembro de 2015

EXERCÍCIO DIVERSOS DE LÍNGUA PORTUGUESA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL -- 02

44. REVISÃO DE INTERJEIÇÃO E ONOMATOPEIA: Releia a HQ de Tintim, p. 102.

1. Transcreva três interjeições e explique o que elas representam.

2. Empregue uma onomatopeia na HQ, indique onde a colocaria e explique o que representa.
VERBOS NO SUBJUNTIVO


45. Compare estas duas frases:

I- O cientista pretende estudar as plantas medicinais que existem naquela região.

II- O cientista pretende estudar as plantas medicinais que existam naquela região.

Em I, o verbo em destaque está no presente do indicativo; em II, no presente do subjuntivo. Explique a diferença de sentido que essas formas estabelecem entre as duas frases.



46. Complete adequadamente cada lacuna com uma forma do presente do indicativo ou do presente do subjuntivo do verbo indicado.

a) Eles sempre ___________________os problemas da sua família, mas é importante que os demais familiares também _____________________. (discutir)

b) Todo dia eu ____________________ meu quarto; peço que você também____________________o seu. (varrer)

c) Eles exigem que nós ____________________as mesmas tarefas que tu _____________________. (executar)

d) Nós já _____________________prontos para a aula; esperamos que você também ____________.(estar)

e) Esperamos que aqui você ____________________tão feliz quanto nós já _______________. (ser)

f) As malas pequenas ___________________no carro, mas é pouco provável que as grandes também _____________________.(caber)

g) Eles _________________filmes de terror na TV e querem que nós também os _________________.(ver)

h) Meus pais pedem que nós _______________ o jantar todos os dias, mas eles, que deveriam fazer, não ______.(fazer)

i) Amo meus pais. Espero que vocês também ______ os seus. (amar)

j) Nós abrimos nossa mente. Esperamos que você também ________ a sua. (abrir)


47. Releia o item i do exercício anterior. Depois, a partir dele, explique a diferença no emprego dos modos indicativo e subjuntivo.

48. Complete com verbos no presente do subjuntivo: Espero que nós...
a. comer;
b. corrigir;
c. limpar;
d. estudar;
e. dividir;
f. compartilhar;
g. aprontar;
h. entender;
i. sonhar;
j. fechar.

49. Complete com verbos no pretérito imperfeito do subjuntivo e no futuro do pretérito do indicativo:
a. Se * pessoas mais dedicadas, nós * descansar mais. (existir/poder)
b. Se elas *, eu * feliz. (vir/ficar)
c. Se vocês * mais tempo, nós * mais tarde. (ficar/dormir)
d. Se Maria * Matemática, * boas notas. (estudar/tirar)
e. Se os governantes se * com a educação, nosso país * em condições muito melhores. (preocupar/estar)

50. Complete com verbos no futuro do subjuntivo e no futuro do presente do indicativo:
a. Quando os brasileiros * mais, * melhor sua real condição. (ler/saber)
b. Quando nós * , * escolher o sabor do sorvete. (voltar/poder)
c. Quando eu * a tarefa, * dormir melhor. (fazer/conseguir)
d. Quando nós * o quarto em ordem, * nossa mãe feliz. (pôr/deixar)
e. Quando ele * na roupa, * orgulhoso. (caber/ficar)




CORRELAÇÃO VERBAL: copiar no caderno
Um dos grandes problemas na elaboração de respostas, relatórios e produções textuais em geral é a falta de manutenção da unidade de tempo verbal. Por falta de atenção, é comum o mesmo texto apresentar verbos em diversos tempos, sem que haja necessidade dessa mudança. Portanto, a verificação do uso dos tempos verbais em produções é fundamental na busca pela qualidade da escrita.


FICHA 13 – CORRELAÇÃO VERBAL - entregar ficha a lápis no bloco.
51. Reescreva toda a notícia abaixo, passando os verbos para o presente do indicativo, a fim de atingir a unidade de tempo. Em bloco pautado, a lápis!
GORILA DOS EUA IMITOU SONS E GESTOS DA TOSSE E DE ASSOAR O NARIZ

Espécie podia aprender comandos vocais e de respiração, disse pesquisa. Segundo estudo, capacidade humana de falar estava em ancestral comum.

Pesquisadores dos Estados Unidos observaram padrões de controle voluntário de vocalização em uma gorila fêmea e afirmaram, em estudo, que a base evolutiva para a capacidade humana de falar estava presente, pelo menos, no último ancestral comum dos humanos com os gorilas, a cerca de 10 milhões de anos.
O estudo foi feito a partir da análise de 71 horas de vídeos da gorila fêmea Koko, que viveu há mais de 40 anos na The Gorilla Foundation, na Califórnia, interagindo com humanos.

Os pesquisadores Marcus Perlman, da Universidade Wisconsin-Madison, e Nathaniel Clark, da Universidade da Califórnia, encontraram exemplos repetidos de nove comportamentos voluntários da gorila que exigiram controle sobre a vocalização e a respiração. Tratava-se de comportamentos aprendidos, diferentes daqueles típicos do repertório do animal, segundo o estudo publicado em julho no jornal “Animal Cognition”.
Nos vídeos divulgados pela Universidade Wisconsin-Madison, foi possível ver a gorila fazendo três exemplos desses comportamentos de acordo com os comandos de uma pesquisadora. Em um deles, Koko reproduziu som parecido com a tosse humana, colocando a mão na boca. Em outro, “assoou” o nariz com um papel. No terceiro, assoprou uma flauta com intensidade. 


Postar um comentário